Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Flores que não ganhei... [Soneto reflexão]

Flores que não ganhei...
Celso Gabriel 'Boaratti' de Toledo e Silva – CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas® - Poeta dos Sentimentos®
Poeta da Vida® - Querubim Poeta® - Encantador de Palavras®
Poeta do Cotidiano®
Concebida em: Piracicaba-SP, 23/maio/2015 – 13h40







Tenho a confessar, quantas foram às flores que eu quis ganhar em vida,
Raras foram às vezes que isto aconteceu que brilhassem aos meus olhos,
De toda a minha existência precisei da minha iniciativa para adquiri-las,
Não culpo a ninguém, tão pouco recrimino, é uma falha comum e perdoável;

Todos, sem exceção somos humanos, mortais e falíveis no pensar e nos atos,
Nada que nos impeça de rever e refazer, ir e ofertar, presentear e ver o sorrir,
De certo o que mais falta é a iniciativa, o perder do medo e despertar a coragem,
Que haja o compartilhar de alegrias, felicidade, emoções e sentimentos aflorados;

Tenho a confessar, quantas foram às flores que eu quis ganhar em vida,
Todos, sem exceção somos humanos, mortais e falíveis no pensar e nos atos,
Mas há para tudo o seu tempo, à sua hora, o seu lugar e a atitude esquecida;

Não culpo a ninguém, tão pouco recrimino, é uma falha comum e perdoável,
Que haja o compartilhar de alegrias, felicidade, emoções e sentimentos aflorados,
O que se deve ter de certo que o tempo é curto, então não espere que 'este' se finde.
CeGaToSí
Enviado por CeGaToSí em 04/08/2020
Código do texto: T7025815
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
CeGaToSí
Piracicaba - São Paulo - Brasil, 60 anos
2096 textos (25963 leituras)
16 áudios (515 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/09/20 06:55)
CeGaToSí