Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poesia sem Metáforas

Poeta não é quem escreve poesia,
     Mas, os olhos de quem consegue absorver o brilho da lua dormindo sereno sobre a superfície do lago;
       Também, os dedos sensíveis que tocam a suavidade de uma flor despetalando;
Como também são os pés que roçam a relva orvalhada pela madrugada, ao raiar do dia;
       Os ouvidos do poeta desligam-se dos ruídos, para sintonar-se nos sinos que dobram anunciando a hora do ângelus.
     Ainda que o poeta não seja todo metáforas e tenha lá suas ranzizices, poeta é quem ainda se emociona, condena a intolerância, liberam lágrimas que imploram por acalento diante de uma cena rude e frívola; sobretudo, porque a poesia impele o poeta ao humanismo empático singelo.
        Não obstante, a simplicidade contida nos desprezíveis detalhes inspira o poeta, tal qual ao parar de sugar o seio, o recém-nascido abre um sorriso espontâneo de canto a canto da porta sem dentes, em agradecimento e gratidão pelo alimento natural dado pela mãe.
           A poesia não exige do poeta metáforas.
Mutável Gambiarreiro
Enviado por Mutável Gambiarreiro em 10/11/2020
Reeditado em 10/11/2020
Código do texto: T7108016
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Mutável Gambiarreiro
Jegue é - Tovuz - Azerbaijão
3071 textos (68952 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/02/21 00:44)
Mutável Gambiarreiro