Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Queria tanto a perfeição
Todo o dia busco isto:
 
Na escrita;
No corpo;
Na mente;
 
No amor!
 
Triste desilusão
Estou enfadado a imperfeição
 
Por que as pessoas
Esperam de mim 
 
Um ser perfeito?
 
Por quê?
 
Meu Deus 
Por quê?
 
Na matriz que somos
Feitos
 
O meu lote acusou defeito
 
O lote dos poetas
 
E aqui estou
 
Tentando
E tentando
 
Só defeitos
Consigo demonstrar
 
Até agora consegui disfarçar
 
Neste meu teatro eterno do disfarce
 
Aos poucos
Vou demonstrando quem sou:
 
Sou homem;
Sou forte;
Sou viril;
E responsável
 
Merda!
 
É assim que narram no teatro
Quando algo é bom
 
Neste teatro
De sobreviver
De aparência aparecer
 
Vou vivendo
Por viver
 
E aos poucos
A quem lê
 
 Faço-te transparecer
 
Nesta fase de falha que vivo:
 
Perco seguidores;
Admiradores;
 
Pois meus horrores
 
São expostos
 
— Sou um ser defeituoso!
 
E entregar isto a você
De rosto limpo
E alma lavada
 
Me faz sofrer
Até o pronome erro aqui
 
Faz me sofrer
 
Sou um erro
 
Sou um menino,
Sou fraco,
E nem tão viril assim
 
Do amor? Sou vingativo
E o ódio? Domina o meu ser
 
Tudo que tentei esconder
É exposto
 
— Agora faça a tua compra!
Por favor tire desta prateleira
 
Preciso viver!
Com você...
 
Eu te amo
Tenho defeito de fabricação
 
Todavia
 
Neste mercado que é a vida
Não  aceita-se devolução.
 
🌹
Serial 01011983
Waldryano
Enviado por Waldryano em 02/03/2020
Código do texto: T6878617
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Waldryano
Telêmaco Borba - Paraná - Brasil
347 textos (26742 leituras)
45 áudios (1589 audições)
5 e-livros (76 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/08/20 14:42)
Waldryano