Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

São tantos sofrimentos
Tantos amores e desilusões
Tantas coisas faz eu voltar ao tempo
 
E jogar meus poemas ao vento
 
Na fenda temporal
Que abriu no meu peito
 
Decidi não sofrer
Sei o quanto 
Quero amar
 
Mas prefiro jogar 
Os poemas ao vento
 
Neste momento
Sei que nada sei
 
Não sofri
Não amei
 
Joguei você ao ventos
Tu fostes o meu melhor lamento
A minha melhor distração
 
Distração?
 
Sim distração
 
Acordei e entendi
 
Que ao vento fostes
 
Não te encontrei Poemas
Não retornarás
 
Afinal nesta minha viagem no tempo
Nunca te compus
 
Neste paradoxo
 
Aprendi
 
Que nunca pudestes
Existir
 
Eres
Somente
 
Poemas
 
Que agora
 
Estão ao vento
 
Do esquecimento
 
Nesta dimensão
 
Que vivo
 
E sei por certo
 
Que é apenas
 
Um dejavu
 
Vai e faça sua história
Vai e descubra
Quem amar
 
Poema
 
Torne se poesia
 
Neste coração
 
Que te recebe
 
Pois agora
 
São poemas ao vento
 
***
Inspiração Fenda no Tempo
Stheven King
Waldryano
Enviado por Waldryano em 24/02/2020
Reeditado em 24/02/2020
Código do texto: T6873260
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Áudio
Poemas ao vento - Waldryano

Comentários

Sobre o autor
Waldryano
Telêmaco Borba - Paraná - Brasil
347 textos (26746 leituras)
45 áudios (1589 audições)
5 e-livros (76 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/08/20 15:49)
Waldryano