Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Visto-me de silêncio

Também estou em greve
Nada mais vou escrever
Nem tampouco publicar
Vou ser muito breve
Não tenho o que fazer
O que falo não se escreve
Sou o dono do meu ser.
(Alberto Valença Lima)

Nota
Poema inspirado na poesia "Em greve" (T6589964) da poetisa Lilian Vargas deste RL, a quem agradeço pela inspiração.

I N T E R A Ç Õ E S

"Devo estar repetindo,
O que antes foi escrito.
Tento fazer mais bonito,
Mas não estou conseguindo.."

Do Mestre Jacó Filho deste RL, a quem agradeço pela bela interação.

*******

"Venha escrever
No dorso do silêncio
Onde há pregas de saudade
Terás muito que fazer
Em bússolas nascentes
Onde o dono de seu ser
É a aurora do escrever... "

Da poetisa Luiza de Marillac Michel deste RL, a quem agradeço pela bela interação.

*******

"Vista-se de silêncio meu caro
Só não fuja de suas alegrias
Seu talento agrega e é muito raro
Não nos deixe órfãos de poesias"


Da poetisa deste RL Cristina Gaspar, a quem agradeço pela bela interação e pelo apreço demonstrado. Não pretendo fazer o que expresso no poema. Ele foi apenas a resposta em tom de "repente" ou "desafio".
Alberto Valença Lima
Enviado por Alberto Valença Lima em 09/05/2019
Reeditado em 12/05/2019
Código do texto: T6642939
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Alberto Valença Lima
Recife - Pernambuco - Brasil, 68 anos
1363 textos (183069 leituras)
7 áudios (1325 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/19 12:11)
Alberto Valença Lima

Site do Escritor