Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Álbum Azul

Dos respingos de alegria à plenitude do âmago
De uma tarde tão vazia aos sorrisos afluentes
À entrada do latíbulo, quinze raras divindades
A sapiência e o júbilo com traços resilientes.

Do absoluto caos à complexidade de um refúgio
Intenso como Naos, a esperança e amor salvos
Um labirinto intrincado, com três cores fundidas
Oceano em noite calma, nuvens e pássaros alvos.

Dos percursos antes vãos a confiáveis estradas
Na sonoridade dos refrãos, o nascer do novo mundo
Na quietude da consciência, tua voz transcendental
E o transpor do impossível sobre um solo fecundo.

Das fugas por frias portas a aparições veementes
Nas inconsistentes rotas, o alívio de meu suplício
Numa gélida alvorada, a viagem a velhos recantos
O amor em sua essência, a anos-luz do precipício.

22-09-2019 domingo às 16h56min
Alexsandro Menegueli Ferreira
Enviado por Alexsandro Menegueli Ferreira em 22/09/2019
Reeditado em 23/09/2019
Código do texto: T6751334
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
Alexsandro Menegueli Ferreira
Guarapari - Espírito Santo - Brasil
199 textos (6823 leituras)
6 áudios (163 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/01/20 18:59)
Alexsandro Menegueli Ferreira