Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Autores

Sobre o autor
Alexsandro Menegueli Ferreira
Guarapari - Espírito Santo - Brasil
210 textos (7387 leituras)
6 áudios (203 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/08/20 14:18)
Alexsandro Menegueli Ferreira

Textos do autor
Áudios do autor
Perfil
Comecei a escrever em meados de janeiro, no ano de 2002, com a incumbência de relatar fatos do cotidiano, auto-biográficos e fatos de um mundo próprio de fantasias intensas. Pulei sem temor algum, nas profundezas mais remotas de um oceano enigmático, e trouxe de lá, um apanhado de vivências únicas... Vivências obscuras...Fui lançando todas as palavras em um modesto livro de cabeceira, e moldando assim, uma obra autêntica, nascida das minhas entranhas. Nesse ano de 2013, pude enfim, pôr o livro para fora de casa... Deixando-o livre. Absolutamente livre, para poder voar pelos vastos horizontes. Ainda esse ano, irei lançar o meu segundo livro: Além das Montanhas. Que abrigará poesias enveredadas para caminhos felizes, caminhos onde os raios solares brilharão constantemente. E o meu terceiro livro: A Bordo da Pequena Barca. Ainda está em formação, mas, sairá ainda esse ano, se tudo der certo. Nele, habitaremos por mundos sombrios e macabros! Avistaremos constantemente, a morte sorrateira, com a sua lâmina reluzente nas enrugadas mãos.

O ser humano desde a sua existência, vive em um mundo diversificado, onde seus sentimentos vagam perdidos pelos cantos... E quando nos encontramos estagnados, desamparados e absolutamente esquecidos por todos a nossa volta, abrimos os olhos em um dia qualquer, e percebemos a inexistência da claridade, dos raios solares... Não existem caminhos a se seguir quando nos deparamos com a escuridão intensa e dilacerante. Andamos perdidos por ruas desertas e mórbidas, à procura dos olhos confortantes de um ente querido, de um amigo leal... Mas tudo isso é em vão, pois não há saída que se faça visível em momento algum. Temos que nos contentar com essa fase em nossas vidas, e torcer para que essa noite sombria e aparentemente infinita, se canse e deixe espaço para a luz da esperança clarear novamente o nosso frágil abrigo.


Expresso em minhas poesias relatos do cotidiano em geral, da natureza e do imaginário que me transporta  para mundos demasiadamente enigmáticos...
Muitas retratam a minha vida em tempos distintos. Fora a poesia, adoro caminhar pelas areias da praia, praticar esportes e ouvir uma boa música.
Espero que muitos se identifiquem com o que escrevo, e possam fazer parte do meu círculo de amizades poéticas.

 


Blog: http://alexmenegueli.blogspot.com/
Instagram https://www.instagram.com/invites/contact/?i=1e88zouwelffs&utm_content=5apy8r9


Última atualização em 15/08/20 14:18