Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O TEMPO É INVADIDO POR MIM

Não permito que o tempo passe por mim.
Eu passo por ele, em evasões e invasões!
Sim, invado este tempo que nos atravessa,
e que nos arremessa para segundos posteriores.
Sim, do tempo sou amigo, pois compreendo
que debaixo do céu as determinações são postas.
Salomão, muito sábio fostes. Há um tempo para tudo.
Até mesmo para cristalizar um momento poético
e escrever que "não gosto de becos escuros".
Prefiro becos de um coração alegre, que pulsa vida.
Por isso, senhor tempo, aguarde mais alguns anos,
e mais tarde olharei para ti, mais sábio, mais experiente,
e mais uma vez invadir-te-ei, e arremessar-te-ei
para a densidade de meus anseios! E serás o pêndulo
de grades Foucaultianas... (Eco dos ecos...)

Wilder Kleber Fernandes de Santana
Graduado em Letras-Português pela UFPB
Missionário do 1º Templo Ebenézer da Paraíba

Wilder F Santana
Enviado por Wilder F Santana em 20/05/2014
Código do texto: T4813817
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Wilder F Santana
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 26 anos
401 textos (53435 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/04/21 14:56)
Wilder F Santana