Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Só há tristeza no meu coração

Eu queria dormir,
descansar de verdade.
No outro dia acordar com vigor alto,
cheio de vaidades.

Existem dias que acordo assim.
Mas, ultimamente eu não tenho acordado.
Só estou acordado,
não consigo dormir.

Não consigo dormir,
minha cabeça não para.
Um pensamento em cima do outro,
sufocando-me peito e pescoço.

Eu não consigo dormir.
Só há tristeza no meu coração.
Só há tristeza no meu coração!
Eu só queria dormir.

Quero dormir um sono gostoso!
Acordar feito novo,
com a disposição dos meus 18,
para vencer mais um dia
e contar aquela clássica mentira:

A vida nunca foi tão boa!


Vivo exibindo meu sorriso lindo,
mas só Deus e eu sabemos
quanto quis ir até Piratininga
e encontrar meu velho eu no fundo daquela lagoa.

É impossível.
O que me resta depois
desse mergulho é ficar por lá.
Desse ano não passo,

se não for afogado ou covid,
reação a um assalto, vai ser de outra coisa.
Tipo a cor da minha pele queimando,
pelo simples falto de que ela existe.

Quem sabe você me encontre
tomando coca em um bar.
Eu sorrio, levanto para te cumprimentar,
meu coração dispara, eu tropeço,
ou não... ele simplesmente para.
E ali eu fico debruçado sobre a mesa.

Não deixa eu ser enterrado
com cheiro de Coca-Cola e pizza.
Eu nem gosto de Coca,
mas é a coisa mais forte que eu bebo.

Lamentável,
George Floyd
partiu sem conseguir respirar.
Sem poder falar!

E eu...
gasto meu fôlego de vida
jogando palavras ao vento.
Podiam ser palavras boas.

Podia estar usando minhas energias
de 23 anos para trabalhar.
Ser ansioso!
Conquistar!

Posso
não.



tristeza
no
meu
coração.

Eu devia ajudar
jovens que estão na mesma
condição que a minha
ou que vão passar pelo que o
irmão Floyd passou...

consigo não.
Só há tristeza em meu coração.

Então, por que não ser egoísta?
É! Terminar de compor aquela canção.
Se exibir tocando guitarra com os dentes.
Gastar o salário fazendo algo bom!

Só há tristeza em meu coração.
Só existe tristeza no meu coração.

Os passos do conforto me mostraram a outra mão.
Me dizendo dormir, mesmo sem sono.

Ser escravo depois de livre.
Dizer que está tudo bem,
enquanto não. Não...
Não está.

Estou nada bem!
Dizem: "Pobre Xandi,
Refém.
Do seu eu criativo e da mente brilhante que tem."

Só que não tenho mais forças.
Tudo se consumiu,
pela loucura da minha mente
e a tristeza no meu coração.

Se eu estiver acordado me faça dormir.
Se estiver dormindo...
Por favor,
não tente me acordar.


@prosasalexandrinas
Alexandre Cezar Fh
Enviado por Alexandre Cezar Fh em 04/06/2020
Código do texto: T6967646
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Alexandre Cezar Fh
Curitiba - Paraná - Brasil
184 textos (1665 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/09/20 09:40)
Alexandre Cezar Fh