Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"DESPEDIDA I"

A saudade eterniza o amor, e faz-nos ver como somos pequenos, miúdos seres que aqui estão apenas  para cumprir um tempo útil de vida nesse mundo chamado terra.
A saudade é algo imaterial que se apossa da nossa matéria e arranca de nós o sentimento da perda, e da fragilidade diante de uma despedida.
Mas nós que aqui ficamos, guardamos em relicários de sentir, as boas e inesquecíveis lembranças por termos tido a oportunidade com alguém que já não está entre nós.
Ja perdi muitos amigos que se foram deste plano, e estou perdendo tantos que por aqui ainda estão, mas que não se fazem presentes no meu dia a dia, por conta dos afazeres que nos afastam de almas e nos aproximam dos necessários bens materiais.

Eu sofro ao ver, ao sentir, ao saber que alguém nesse exato momento está se despedindo de alguém para sempre, (sem conter as lágrimas que banham a tristeza no rosto que vem do fundo do coração) que lhe fazia tanto bem, mas quero compreender mesmo em meio a tanta tristeza, (SEM ACEITAR) que essa partida complementa o ciclo da vida, e no seu lugar deixa apenas esse sentimento triste n'alma ao qual chamamos de saudade.
Sofro pelas vidas que lamentam suas almas e gritam seus nomes no espaço para afastar do sofrido coração, a dor que consome o peito e faz doer pela falta sentida.

Um dia, um dia ou numa noite dessas qualquer, serei eu quem estará partindo ao encontro do vazio do opaco, do fechar dos olhos e somente irei abri-los(E NISSO MUITO CREIO) no dia em que Jesus Cristo voltar a me chamar pelo nome mais uma vez e espero que eu possa ser um dos contemplados a vivenciar esse momento que fora prometido e está registrado nas escrituras sagradas como se fosse (E É) um documento oficial de compromisso de Deus com os Homens aqui na terra, testemunhando a veracidade de suas palavras quando os eu filho afirma que: NA CASA DO MEU PAI EXISTEM MUITAS MORADAS.
Que vivamos aqui, com essa certeza que nos fora prometida. Mas ai uns dirão isso é fanatismo coisa de lunático.Ora, acreditamos tanto em promessas humanas, crediários fáceis, fianças concedidas em termos bancários, negócios imobiliários, nas leis que os Homens inventaram e que nos dão por fiança ser a melhor coisa que existe no mundo, que é a LEI.
E, porque não acreditar nessa palavra LEI, mas aquela vinda de Deus que nos deu a vida para vivermos e amar nossos semelhantes?
Ou será que mais valem as promessas humanas que as promessas divinas?
As leis dos Homens? elas podem me prender, mas a LEI de Deus me libertará e fará com que os meus olhos um dia, não mais derrame uma lágrima de saudades, porque quem eu amo, estará sempre ao meu lado e jamais acontecerão despedidas fúnebres que venham me fazer chorar querendo tingir de dor meu coração que entregue um dia estará, nas santas mãos de Deus, o Deus da criação que prometeu que na sua casa existem muitas moradas.
CARLOS SILVA POETA CANTADOR
Enviado por CARLOS SILVA POETA CANTADOR em 21/10/2019
Reeditado em 21/10/2019
Código do texto: T6775173
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
CARLOS SILVA POETA CANTADOR
Cipó - Bahia - Brasil, 56 anos
366 textos (15907 leituras)
3 áudios (372 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/19 02:42)
CARLOS SILVA POETA CANTADOR