Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Talvez do Amor e Dor

O Coração. Nossa, que coração!
Frágil e sensível;
Rígido, ríspido e inquebrantável.
Músculo estriado,
No peito encravado!

O Amor. Ah, o Amor!
Provavelmente se perca pelos caminhos; ficando nas recordações.

A dor. Oh, a dor!
Certamente a dor caminha por onde as pernas caminham.

De Coração, Pernas e Caminhos,
Esperam-se tudo:
Pedras pontiagudas soltas,
Veias eriçadas em alto relevo,
Trilhas de estrias,
Bolhas de água na sola dos pés,
Suor e lágrimas derramando,
Sangue gotejando.

Até o talvez entre a Dor e o Amor!

P.S: de bens materiais:
Sou pobre?
Mas fui agraciado pelo Criador de todas as Coisas com uma pena,
Imaginação fervilhante,
Uma folha de papel em branco,
Uma mente cheia,
Saúde em demasia,
Duas pernas, duas mãos e dois olhos moventes e curiosos,
Completados com um corpo perfeito, matérias primas para a conquista da vida.
Portanto, não sou rico;
Mas sim, trilhonário de letras e palavras escritas no silêncio oculto dos novelos de lãs, linhas e entrelinhas.


Mutável Gambiarreiro
Enviado por Mutável Gambiarreiro em 24/09/2019
Reeditado em 25/09/2019
Código do texto: T6752481
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Mutável Gambiarreiro
Jegue é - Tovuz - Azerbaijão
2823 textos (64876 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/09/20 22:46)
Mutável Gambiarreiro