Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto



               Ensaio de pássaros



Num ensaio de pássaros,ela era um colibri negro,
E houve rio e ventre no coração dela que era ilha;
Meu exílio um unguento nas noites que a tive,
Tornada de sua pele negra,ela tinha romãs,e do sexo dela,abraços!!

Ah! todos os seus lírios traídos,agora são meus,negra Adriana,te faço,
Te eternizo,te dou meu amor por vinténs,face nua,dedos e vulvas!
Se perceba,Morena,a vida nunca valeu a vida,só um cansaço de pernas,
Tú és vulcão no meu abraço,e ainda me diz ser rio,e me pedes o mundo!!

Ah! Se a noite voltasse daquela avenida sem claustro,não te conheceria;
Mas não me tiraste do esquife,querida,negra minha,de mim fruto de ventre!
Deite remo de rio que só eu desço,agoras desce comigo de sustento!!

Meu bem,meu amor -primeiro-de-menina,tão sua,e tão longe de ti,
Cuidado que mundo te cança,Flor,palavras são açores,candelabros são raros,
Adriana,gira embora a dor,meu bem,dorme em mim teu orgasmo e tua cor!!

 
MaisaSilva
Enviado por MaisaSilva em 13/07/2019
Reeditado em 13/07/2019
Código do texto: T6694705
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
MaisaSilva
Itumbiara - Goiás - Brasil, 48 anos
846 textos (21115 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/19 22:02)
MaisaSilva