Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O MANTO

Nas minhas andanças;
Eu tropecei nas pedras do caminho;
Olhando as belezas das flores de todas as cores;
Que balançavam com o vento, não deixando-me cair;

Continuei a seguir a caminhada como o sábio;
Porque em mim havia a reflexão d'alma em flor;
Pela reluzente esperança em parábolas de perfumes;
Que voavam em sabedoria sobre minh'alma.

As palavras iam surgindo dentro de mim como árvores enraizadas;
E em cada movimento que eu vazia, deleitava-me em poesia;
Porque o vento me conduzia, me radiava até a minha chegada;
Nas paradas de descanso que só o aprendiz sabe da parábolas.

O voar das moinhas reflexões descobertas em sementes, alegravam-me!
Pelo condor que voava sobre mim em melodia bem aventurada;
Próximo do começo, recomeçar, um sinal de felicidade...
,Surgia no céu os pássaros, e em bando me conduziam.

Por fim, enfim, sem um fim, começar de novo em alegria;
Era este o meu cansaço que não me fatigava;
Porque eu percebia a sabedoria me agraciando;
Dia após dia, sempre pelo meu aprendizado.

Quando, por um momento, eu pensei na chegada;
Parei. Percebi; Logo caminhei com o coração feliz;
Porque eu havia alcançado a liberdade;
Por ser sem sempre o reflexo do aprender.

Sérgio Gaiafi

Sérgio Gaiafi
Enviado por Sérgio Gaiafi em 12/06/2020
Código do texto: T6975133
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Sérgio Gaiafi
Campina Grande - Paraíba - Brasil, 54 anos
1425 textos (9947 leituras)
25 e-livros (348 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/08/20 21:31)
Sérgio Gaiafi