Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UMA JANELA PARA O CÉU

Quando a lua morre no anoitar;
Seja ela nova, cheia, minguante...
Meu mundo fez-se entardecer;
E a escuridão choro sobre a natureza;
E as estrelas mortas a brilhar;
Iluminam pela minha alma;
Que as vejo brilharem;
Em um canto a declamar;
Um poema tristonho;
Que faz-me chorar nas ondas do mar;
Pela tão bela melodia de dor...
Ecoando pelo ar, o lado tênue da brisa;
Que de leve oscila em som;
De poesia singela;
No meu universo onírico;
Chamando-me para despertar;
No outro lado do mar.
Sérgio Gaiafi
Enviado por Sérgio Gaiafi em 07/07/2019
Reeditado em 21/08/2019
Código do texto: T6690139
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
Sérgio Gaiafi
Campina Grande - Paraíba - Brasil, 53 anos
1186 textos (7848 leituras)
10 e-livros (162 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/01/20 01:45)
Sérgio Gaiafi