Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Desempoderado

Em algum canto
Em algum lugar
Alguém canta
Não
Eu não sei
O que é amor...
Não
Eu não sei o que é prazer...
Felicidade só escuto versar...

Sei o que é açoite
Sei o que é sal
Sei o que é dor
Sei o que é desamor
Sei o que é apagador
Sei o que é ausência
Sei o que é carência
Sei o que é dependência
Sei o que é não aparecer
Sei o que é não ser
Sei o que é sofrer
Sei o que é faca
Sei o que é foice
Sei o que é guilhotinas
Sei o que é tesouras
Sei o que é não florescer
Sei o que é deixar de viver
Sei o que é ser cegado para não se ver
Sei o que é perante espelhos morrer

Em algum canto
Em algum lugar
Alguém canta
Não
Eu não sei
O que é amor...
Não
Eu não sei o que é prazer...
Felicidade só escuto versar...

Sei o que é bagaços
Sei o que é migalhas
Sei o que é quirelas
Sei o que é divisão
Sei o que é frustração
Sei o que é humilhação
Sei o que é manipulação
Sei o que é prostração
Sei o que é prostituição
Sei o que é rasteira
Sei o que é servidão
Sei o que é subtração
Sei o que é vexação
Sei o que é ser feito em pedaços
Para aprender sem sol o que é o dito amor
Para aprender sem mel o que é a luz do prazer
Exausto de esperas
Vivo de rezas
Vivo de sonhos
Agarro-me a crenças e frestas
Para não sucumbir
Entre espinhos e pelourinhos

Em algum canto
Em algum lugar
Alguém canta
Não
Eu não sei
O que é amor...
Não
Eu não sei o que é prazer...
Felicidade só escuto versar...

Oubí Inaê Kibuko, Cidade Tiradentes para o mundo, 07/10/2019.
Publicado no Cabeças Falantes blog: https://tamboresfalantes.blogspot.com/2019/10/desempoderado-um-poema-de-oubi-inae.html
OUBÍ INAÊ KIBUKO
Enviado por OUBÍ INAÊ KIBUKO em 08/10/2019
Código do texto: T6764479
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
OUBÍ INAÊ KIBUKO
São Paulo - São Paulo - Brasil, 64 anos
111 textos (94174 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/09/20 20:34)
OUBÍ INAÊ KIBUKO