Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dimensão de Cometas

O primeiro escravo insubmisso que contestou a caçada na floresta, no posto, no navio.
A primeira mucama indignada que mordeu as partes; que envenenou o banquete do sinhô.
As amas de leite que nutriram fugas subterrâneas.
Os lendários contadores de histórias que teceram paciência e genealogias nas carapinhas do tempo... Foram sementes-revoltas-transmissões em aquilombamento vivo.

E depois vieram outros baobás flamejantes:
Zumbi, Dandara, Meus tatarabisavós, Rosa Parks, Luther King, Palhaço Benjamim, Meus pais, Clea Simões,  Nat King Cole, Malcon X, Hamilton Bernardes Cardoso, Chico Science, Ousmane Sembene, Marvin Gaye, Eliseth Cardoso, Vanderlei José Maria, James Brown, José do Patrocínio, Aniceto do Império, Milton Santos, Ella Fitzgerald, Bob Marley, Mestre Pastinha, Beatriz Nascimento, Billie Holiday, Patrice Lumumba, James Baldwin, Isabel Hirata, Unla Debibi, Oscar Micheaux, Abdias Nascimento, Machado de Assis, Booker T. Washington, Mãe Menininha, Sara Vaughan, Noite Ilustrada, Grande Otelo, Clementina de Jesus, Cruz e Souza, Jovelina Pérola Negra, Agostinho Neto, Maria da Penha Nascimento Campos, Luis Gama, Miles Davis, Charlie Parker, Rainha Ginga de Angola, Oberdan Magalhães, Tim Maia, Noémia de Sousa, Whitney Houston, Paulo Colina, Edward (Edu) Francisco da Silva, Robson da Luz, Peter Tosh, Lima Barreto, Michael Jackson, Carolina de Jesus, Geraldo Filme, Naná Drumond, Cartola, Solano Trindade, Nenê da Vila Matilde, Jackson do Pandeiro, Teresa Santos, Nelson Cavaquinho, Zola Neale Hurston, Amilcar Cabral, Professor Eduardo de Oliveira, Oliveira Silveira, Sabotage, Alda do Espírito Santo, Steve Biko, Eduardo de Oliveira e Oliveira, Zózimo Bulbul, Nelson Mandela e outros e outros anônimos cabeças falantes neste alfabeto sem fim.

Vieram feito tambores tonitroantes e se foram para o alto.

O céu ficou mais iluminado. Temos astros negros, espelhos da noite que ousaram ser cometas brilhantes no firmamento. Na Cidade Tiradentes. Na zona norte, sul, leste, oeste. Nos quatro cantos do Brasil e do mundo. Guiando caminhos e consciências nesta constelação áfricadiáspora que somos. E permanecem na dimensão imensurável do que podemos ser, sem cadeias, sem amarras, sem grilhões, sem fronteiras.

Oubí Inaê Kibuko

Cidade Tiradentes, São Paulo/SP-Brasil, 06/12/2013, 07h48m.
OUBÍ INAÊ KIBUKO
Enviado por OUBÍ INAÊ KIBUKO em 06/12/2013
Reeditado em 07/12/2013
Código do texto: T4600828
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (© Oubí Inaê Kibuko). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
OUBÍ INAÊ KIBUKO
São Paulo - São Paulo - Brasil, 63 anos
101 textos (86627 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/09/19 00:51)
OUBÍ INAÊ KIBUKO