Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Em memória das nossas mães

Hoje
eu e os orfãos do mundo
somos
a Caveira de Cruz e Souza

Somos
lembranças machadianas
em Memórias de Braz Cubas

Somos
Lima Barreto
em samba, tema, enredo
das Recordações de Izaias Caminha

Somos
o escuro ao encontro da luz
caminhos forjados em Ray

Somos
a espada guerreira de Aquiles
uma perenidade conquistada nas telas de Troia

Somos
Ogum e Oxossi
digladiados por Ossain
nas lagrimas de Iemanjá
somos
Obaluaiê descoberto pelas saias de Oyá

Somos
brados maternos
de Zumbi, Malcon X, Luther King, Mandela;
de Agostinho, Amilcar, Angela Davis;
de Marley, Tosh,  Elizeth, Brown, Clementina;
de Sembene, Joelzito, Zozimo, Spike, Jefferson;
de Carolina, Iracema, Menininha, Penha
e tantas outras sinonimas e anonimas

Somos
os jogados ao lixo
os abortados pelo desprezo
os abandonados pelas ruas
os viciados pelo crack
as fraturas expostas na basílica da padroeira
a jóia violentada em Preciosa


Somos
no mercado de presentes
na constelação das mestres
nas penitenciárias de algozes
nas igrejas, terreiros, missas
um epitáfio em comum
nossas mães
faleceram
falecem
falecerão
que verbos imprimiremos?
OUBÍ INAÊ KIBUKO
Enviado por OUBÍ INAÊ KIBUKO em 09/05/2010
Reeditado em 09/05/2010
Código do texto: T2246784
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Oubi Inaê Kibuko). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
OUBÍ INAÊ KIBUKO
São Paulo - São Paulo - Brasil, 63 anos
101 textos (86524 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/09/19 17:44)
OUBÍ INAÊ KIBUKO