Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fora Moro!

Eu que sou do morro
Às vezes eu morro
Por vezes recorro
Mas eu nunca corro.

E há tempos eu choro
Pois cá onde moro
O imoral Moro
Caustica meu couro.

Quebrou o decoro
Sempre quis o ouro
Do poder de tolo
E julgou com dolo.

Pro meu desconsolo
Uma parte do bolo
Deste nosso solo
Está em seu colo.

Enquanto meu povo
Sofrendo de novo
Aguentando esporro
Igual a cachorro.

Eu peço socorro
E ao povo eu recorro
Cantai um só coro
Cumpra-se: "Fora Moro".
Rafael Melo o Poeta Jornalista
Enviado por Paulo Seixas em 11/06/2019
Código do texto: T6670113
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Seixas
Campina Grande - Paraíba - Brasil
1216 textos (264972 leituras)
20 áudios (1163 audições)
9 e-livros (214 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/09/19 03:46)
Paulo Seixas