Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Queda

Calcar na rocha a rubrica da dor
tatuar no sangue espesso
cristalizar signos
da cruz de todo o dia.
 
Pictografar a pele
na tortura do voo revés
desguarnecido das asas
com que sonhei-me anjo
ou pássaro…
 
Tanto mais a vida me reflui
mais me infinito em paradoxos.
Assimilo-me às pedras e perdas
faço-me montanhas. Túmulos…
 
No desamparo da queda
apeado de asas
em múltiplas âncoras
álibis ou habeas-corpus tão inúteis.
 
O voo se desata no chão.

https://polenepedras.blogspot.com/2019/10/poemas-pubicados-00182019.html



Pólen e Pedras e Francisco Ferreira
Enviado por Pólen e Pedras em 17/10/2019
Código do texto: T6772387
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Pólen e Pedras
Conceição do Mato Dentro - Minas Gerais - Brasil, 52 anos
52 textos (516 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/09/20 19:24)
Pólen e Pedras