Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Caminho

Ela caminhava absorta pela dor e tristeza da completa solidão
Era puxado aquele caminho que escolheu,
Ou o próprio caminho a escolhera? Não sabia dizer,
Mas, naquele momento, era pesado e dolorido, apesar da expectativa de suavidade e leveza.
Não doera sempre a vida, na verdade, muitas vezes, fora alegre, leve e suave seu caminho
Mas agora, tudo pesara sobre si
Parece que a vida se encarregara de mudar de nível,
Como quem está jogando certo jogo num nível iniciante e de repente o nível sobe
Sem aviso prévio, sem nenhum preparo,
La estava ela, cantando para suportar, orando para aguentar,
Às vezes até chorando para derramar toda amargura
Sonhos tinha aos montes, mas, agora, cada vez mais distantes,
Pareciam apenas longos devaneios a pairar em sua mente
A fim de tornar aquela vida um pouco mais suportável.
Mas prosseguia, passo a passo, chão a chão, de fé em fé,
Cada vez mais forte, cada vez melhor na vida,
Porque se há uma utilidade louvável na dor é sua habilidade de melhorar o indivíduo
Em força, em fé, em esperança, em paciência, em humildade e em tudo mais necessário.

Marta Almeida: 09/10/2019
Marta Almeida
Enviado por Marta Almeida em 09/10/2019
Código do texto: T6765591
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autoria de Marta Almeida in https://www.recantodasletras.com.br/autor_textos.php?id=127854). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Marta Almeida
Carapicuiba - São Paulo - Brasil, 38 anos
222 textos (3079 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/10/19 08:01)
Marta Almeida