Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Falando sério

Desde quando
nos contentamos com pouco
aceitamos as sobras
nos trucidamos pelos farelos
de banquetes que não são nossos?

Até quando
nossa vida será
canção lamento
rap trágico
samba iludido
axé sem respeito
funk prostituível
canto regional?

Desde quando
somos celas de vítimas
se ocupamos os bancos dos réus
e os juízes nos sentenciam
por não termos causa própria?

Até quando
a cana
o cano
a coca
o crack
serão rotas de fuga
que não nos levam a lugar algum?

Desde quando
somos
chicote e açoite
servo e feitor
judas camuflados
engenhos disfarçados
comungando com o senhor?

Até quando
o sal irmão na ferida
o afeto tirano
sentimentos retalhados em postas
esta corrosão medular
serão poços sem fundo
afogando-nos
em mágoas profundas?

Cidade Tiradentes, Abril, 2009


OUBÍ INAÊ KIBUKO
Enviado por OUBÍ INAÊ KIBUKO em 06/04/2009
Reeditado em 10/04/2009
Código do texto: T1525250
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Oubí Inaê Kibuko). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
OUBÍ INAÊ KIBUKO
São Paulo - São Paulo - Brasil, 63 anos
103 textos (87342 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/10/19 07:51)
OUBÍ INAÊ KIBUKO