Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Páscoa de Francisco

Ao contemplar tua imagem,
Inclinada no leito de morte,
Entristeço-me e sinto vertigem,
Pela nossa malograda sorte.
Estulta ignorância de minha parte,
De, enquanto filho, não saber amar-te.
(E tão pouco na dor ser capaz de entender!)
Pois, para quem enxerga além,
A existência presente é sempre aquém
Do que a nossa mente consegue compreender.

A de todos indesejada na história de nossa fatigada lida
Pode se tornar ainda mais bela do que a própria vida.
Frei Michel da Cruz
Enviado por Frei Michel da Cruz em 13/10/2014
Reeditado em 13/10/2014
Código do texto: T4997336
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Frei Michel da Cruz
Paraíba do Sul - Rio de Janeiro - Brasil
252 textos (7648 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/19 17:07)
Frei Michel da Cruz

Site do Escritor