Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A SAUDADE E O ARREPENDIMENTO!

A saudade é gigantesca.
Quase não cabe no peito.
Ela simplesmente esborra da alma.
E dorme no silêncio.

Muitas vezes, por vergonha.
Ou até timidez ou quem sabe.
Medo dos julgamentos alheios.
Deixamos de fazer ou dizer algumas coisas.

E além da saudade massacrante.
Vem sem demora o arrependimento devastante...

Nenhum provérbio é mais certo como este.

           "Só darás valor quando perderes".

Por incrível que pareça ser, isso é verdadeiro.

Quantas vezes deixamos de dizer: Eu te amo.
Por vergonha pensando no que vão dizer.
Quantas vezes deixamos de abraçar alguém, por pura timidez?
Quantas vezes deixamos de ligar...Visitar...
Apenas por pensar: O que os outros vão achar?

Então, é na hora da perda ...
É na hora do adeus...
É na hora da morte...
Que o arrependimento se torna cruel...

Machuca, mais do que a morte em si.
Pois, sabemos que ambas são para sempre.
Quem partiu jamais retornará.
E o arrependimento de não ter feito algo quando pude fazer.
Ele, nunca mudará.

Há 02 anos te perdi para o lar celestial.
São 02 anos que me conformo todos os dias por sua partida.
São 02 anos de uma saudade infinita.
São 02 anos que tenho percebido o quando você é importante para mim.

Não, que você não fosse importante antes.
Foi, era, porém, foi com sua perda que percebi a profundidade da importância.
Ainda, hoje, lembro de seu rostinho lindo sereno.
Porém, frio, sem vida e entregue ao sono eterno.

Naquele momento foi que senti que era real.
Não era um pesadelo.
E sim a triste e dolorosa hora do final.
Comecei sim, a sentir uma saudade gritante.
E um arrependimento constante.

Arrependimento de não ter telefonado com frequência.
De não ter ido visitar-te quando eu podia.
De não ter te abraçado quando queria.
De não ter separado um tempo para ti.
De não ter te dito: Amo você.
Com a frequência que deveria.

Mas, a vida segue...
Guardo na memória a força de seu abraço.
Guardo na alma cada conselho dado.
Guardo na alma a dor da saudade.
Guardo na alma o luto eterno.

Mas, principalmente guardo no coração a amizade.
Não imaginas a falta que você me faz.
Não imaginas o quanto amo você.
Mas, sei que és feliz com Deus.
Por isso, te deixo ir em paz.
Glauciene Carvalho
Enviado por Glauciene Carvalho em 22/03/2020
Código do texto: T6894247
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre a autora
Glauciene Carvalho
João Pessoa - Paraíba - Brasil
486 textos (9714 leituras)
1 e-livros (16 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/08/20 22:14)
Glauciene Carvalho