Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Água de Cachoeira

Borboletas vagam ao acaso.
Fagulhas de sol perspassam as folhagens;
Águas borbulham em redemoinhos;
Hidromassagem natural;
Energia transcendente.

Bônus
                    Para elucidar a sequência do texto, vou descrever uma passagem dos tempos de infância, mas que sempre repito no meu cotidiano. Mesmo porque, adulto feliz e livre, tem uma criança/adolescente dentro de si.
        Vamos lá: honestamente, nunca fui afeito ao trabalho. Não, não sou; e digo mais: se trabalho fosse sinal de nobreza, asno seria rei.
                    Sabendo que é melhor andar à toa, que ficar à toa, ía para as praças meditar sobre as coisas da vida e conforme a ocasião, criar algo diferente como passatempo. Em um deles, eu colocava o ouvido em muro pintado branco bem alto. Nunca soube o que havia em seu interior, mas tinha a curiosidade de ouvir algo vindo de lá. Saía de um ponto ía para outro; do outro, para outro, sucessivamente.
           De repente apareciam os mais curiosos que eu, e fazia exatamente o que eu fazia. Colocava o ouvido, apurava os sentidos e sem dizer uma palavra, por ali ficávamos. Como sempre achei que o homem é semelhante à moeda, ou folha de papel, e possui cara e coroa, verso e reverso, havia um ou outro ouvinte astuto que indagava-me: "você ouviu alguma coisa, algum ruído, por que eu não ouvi nada até agora"?
- Gente é igual telefone celular, quando precisa, sai de área. Estou aqui faz 5h e também não ouvi nada. - respondia.
- Não tem ideia do que é lá dentro?
- Ah, se agente ouvisse choradeira, velório. Se ouvisse gritaria, histeria: baile funk, ou puteiro. Como é silencioso, só pode ser cemitério. Desisto. - e ía pousar o ouvido em outro ponto do muro.

Interrogação:
O que seria da inspiração, se não houvesse a loucura?

O que seria da loucura, se não houvesse a originalidade?

O que seria da originalidade, se não houvesse a inspiração?

    3 Interrogações que iluminam a percepção. Sobretudo, porque a subjetividade e a simplicidade do Belo ainda é algo a ser desvendado pela complexidade da Vida.

         Liberte as vistas, os ouvidos, os sentidos  do anonimato limitante,  interrogue-se.Tem sempre um muro perto de sua casa. Descubra-o!
Mutável Gambiarreiro
Enviado por Mutável Gambiarreiro em 12/09/2019
Reeditado em 12/09/2019
Código do texto: T6743064
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mutável Gambiarreiro
Jegue é - Tovuz - Azerbaijão
2255 textos (52027 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/10/19 14:48)
Mutável Gambiarreiro