Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sessenta Anos

Salve. Desde a zero hora do dia 26/10/2015 eu completei sessenta anos. OUBIgrato pai, OUBIgrato mãe, aonde quer que vocês estejam. OUBIgrato aos antepassados. OUBIgrato aos presentes. OUBIgrato aos que tem me dado pedras; com elas tenho feito sopas de talentos. Com as mágoas e espinhos venho aprendendo a tecer fios de esperança e ofertar a quem nunca teve, perdeu ou busca pescar horizontes. Sessenta anos. Bença madrinha, bença tias, bença tios, bença primos, bença irmãos, bença filhos, bença netos, bença amigos, bença amigas, bença colegas de trabalho e salas de aula, bença babá, bença yiá... Bença a quem é do candomblé, bença a quem é católico, bença a quem é evangélico, bença a quem é umbandista, bença a quem é kardecista, bença a quem é muçulmano, bença a quem é ateu, bença a quem à toa... Posso não ser uma Brastemp ou uma Ferrari, um Obama um Bill Gates, um Bradesco ou Itaú, mas devo ter alguma utilidade. Na orquestra da vida somos instrumentos onde cada um tem o seu valor. Somente quem habita meu coração sabe as pérolas que nele existem. O defeito dele é amar demais e querer ver todo mundo brilhar. Sessenta anos. Solaneando a trindade é tema bom para poesia, conto, novela, romance, crônica, memória, ensaio, música, cinema, teatro, fotografia, educação, militância, um pirão de peixe com pimenta, beijar uma preta de trança no cangote e na merenda e outras milongas mais, ao som dos gênios que tem sido a trilha sonora da minha existência. Permaneço vivo, não sigo a mística, sou um sessentão contrariando as estatísticas. Sessenta anos. Sinceramente ainda não estou acreditando. A culpa é do ENEM. Estudar depois de adulto tem dessas coisas. Como disse o mestre "Eu tenho um sonho". Não me permito parado; sou afilhado das senhoras das águas e dos ventos. OUBIgrato a quem tem caminhado comigo. OUBIgrato a Deus, aos Orixás e aos Anjos de Guarda. OUBIgrato a todos e todas que me enviaram mensagens. Que seus votos e pensamentos sejam retribuídos em múltiplo elevado ao infinito. Lembrando o poeta: "Só é jovem quem ama. E o meu amor à vida é cada vez maior". Um beijo no coração... Se cuidem... Voe!
OUBÍ INAÊ KIBUKO
Enviado por OUBÍ INAÊ KIBUKO em 29/10/2015
Código do texto: T5430828
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Oubí Inaê Kibuko). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
OUBÍ INAÊ KIBUKO
São Paulo - São Paulo - Brasil, 63 anos
103 textos (87372 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/10/19 03:44)
OUBÍ INAÊ KIBUKO