Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um dia vou acordar e perceber o óbvio que nunca constatei
 
— Eu te odeio!

Odiar você é o que me faz viver

O ódio de saber que você existe

Faz que o meu coração persista

Batendo

Santa porcaria é ter corações

Que você deixou na mão

Na estação passada

E disse:

— Nossa Relação acabou

Relação?

Eu te odeio

Faz-se sentir o meu sentimento de ódio

Triste ser vivente

Que se fez de carente

E roubou os meus segredos
Entreguei-me sem medos

Foi isto

— Que ódio!

Odiar você é algo palpável

E saber que você existe

E esta aí lendo isto

Faz eu compreender

O quanto idiota me fiz ao amar você!
 
— Calma você vai esquecer dele, idiota é esta carta que beira a infantilidade afinal, foi somente uma paquerinha destas que a gente tem rapidinho.
Olhava para a minha amiga ela não compreendia o que eu tinha dentro de mim e teria de encarar o mundo. O meu mundo acabou, simples assim. Por qual razão fui boba de me entregar a essa "paquerinha" que me trará consequências inimagináveis...
Waldryano
Enviado por Waldryano em 17/01/2020
Reeditado em 17/01/2020
Código do texto: T6844195
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Waldryano
Telêmaco Borba - Paraná - Brasil
362 textos (31109 leituras)
45 áudios (1589 audições)
5 e-livros (76 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/08/20 03:10)
Waldryano