Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ChicoDoCrato-RobertoFreire-NoAmorDoMeuAmorNoMar

ChicoDoCrato-RobertoFreire-NoAmorDoMeuAmorNoMar
https://www.recantodasletras.com.br/audios/cancoes/84951
Texto Poema de Roberto Freire, adaptado para musicar por ChicoDoCrato, com arranjo, mixagem e sintetizador.
AosMeusfilhos, Manuel(Oceânografo), Rodrigo(Logística)minhanetinhaValentina, Rafael(Agrônomo)MinhaNetinhaMariaIsadora.
Audacity 100 Ritmo  sustenido de Lá-, Gravação caseira – gravar em estúdio
Copyright: proibir a cópia, reprodução, distribuição, exibição, criação de obras derivadas e uso comercial sem a sua prévia permissão.  A proteção anticópia é ativada.


Não sou mais o corpo de pedras navegantes.
Nem sou menos o negro farol que cega o mar.
Nego ter sido névoa bússola e vaga estrela
da Ursa: apenas náufrago alimento à vida no mar.

Do meu corpo: saldos de guelras ancestrais.
No oceano: chuva e vento parindo o mar.
Quento o sol verdo o azul ondulo a maré.
Espremo e sangro a carne líquida do mar.

Amo violenta maresia gozo doces tempestades
fecundo as algas gero liquens salgo o mar.
A Oitava Sinfonia de Mahler rompe crepúsculos
e faz nascer costeiras sonoras no alto mar.

Bis
Vivo ao luar o desejo nu e a viagem d’erva.
Um marinheiro mareio de rede e de mar.
Sonho viagens sem portos chegadas sem cais.
Do meu amor no amor do meu amor no mar.
ChicoDoCrato e Roberto Freire
Enviado por ChicoDoCrato em 21/11/2019
Reeditado em 21/11/2019
Código do texto: T6800690
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Áudio

Comentários

Sobre o autor
ChicoDoCrato
Salvador - Bahia - Brasil, 63 anos
929 textos (19473 leituras)
934 áudios (18495 audições)
44 e-livros (1673 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/01/20 01:56)
ChicoDoCrato