Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

10 Casamento!

                 Se alguém sonhou que hoje, sábado dia 23/02/2019 seria o dia "D", o mesmo aconteceu comigo, só que o inverso, é realidade. Reuni as testemunhas, sua santidade o Padre da cidade e os convidados; e exigi que devolvessem o que gastei com o evento de casamento, o que não foi qualquer micharia.
       A partir de amanhã, estarei livre, leve e solto. Quero minha demissão, como não fui exonerado do cargo de chefe de família por minha mulher e meus 15 filhos, estou me demitindo. Chega de tratar de marmanjo barbado! Aposentem em outro INSS, no meu lombo não. O santo Padre, as testemunhas,  os convidados e o Sindicato dos Côrnos não aprovaram, por sinal esbravejaram, diziam que não vão assinar minha carta de alforria; mas sou ditador e assumo. Sem negociação. Ninguém vem aqui encher o pote de água; botar um grão de arroz nas latas; adeus escravismo. Prostituição legalizada.
              Semelhante ao Lula, para assinar minha forca e comer de graça, apareceram todos; mas para assinar minha liberdade, não aparece um. Sabe, para comemorar, vou cair na folia. Fazer tudo que nunca fiz. Carnaval! Chega de vida besta! Fui..., adios família!
               Ai que brisa aaaa! Arriba, arriba muchachas guapas! Alô povão brasileiro, coroa na área. Ai que brisa a aaaa!
Mutável Gambiarreiro
Enviado por Mutável Gambiarreiro em 23/02/2019
Reeditado em 23/02/2019
Código do texto: T6582084
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Mutável Gambiarreiro
Jegue é - Tovuz - Azerbaijão
2752 textos (63458 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/08/20 11:30)
Mutável Gambiarreiro