Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Palavra Solta – no escondido

Palavra Solta – no escondido

*Rangel Alves da Costa


No escondido, longe de todos, afastado dos olhares, sem vigílias e censuras, o ser se completa em si mesmo. No demais, apenas um ser falso consigo mesmo. Perante todos, procura ser bonzinho para agradar, tem que sorrir para não ser desagradável, finge ser o que realmente não é, ao menos naquele momento. Mas no escondido não. Oculto, escudando em si mesmo, pode chorar, pode falar sozinho, pode fazer careta em frente ao espelho, pode ficar nu no quarto, pode dançar uma valsa vienense, pode simplesmente fazer o que jamais faria perante outra pessoa. É no escondido do quarto que a  saudade aflora e o amor é revelado em máxima dimensão. Chora, chora e chora. Faria isso na sala da casa? Lógico que não. Deita na cama e pergunta pelo nome, deseja uma presença, bate na parede, chuta o travesseiro, arremessa o jarro ao chão. Noutro lugar, com a presença de gente, certamente que se sentiria intimidada. Limpa os dentes com o dedo e toca no seu sexo. Abre a janela e avista o mundo. Ninguém sabe que nua está na parte de baixo.


Escritor
blograngel-sertao.blogspot.com
Rangel Alves da Costa
Enviado por Rangel Alves da Costa em 27/09/2019
Código do texto: T6755579
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rangel Alves da Costa
Aracaju - Sergipe - Brasil, 56 anos
10267 textos (305195 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/11/19 01:06)
Rangel Alves da Costa