Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CHUVA & SOL

                               CHUVA E SOL             220.300

O dia vinte dois de março de 2000 amanhece levemente chuvoso e você, logo ao acordar, percebendo essa condição climática, sem querer, ou querendo, fica irritado. A troco de quê ? De nada !
Entretanto, num outro ponto, haveria a planta que, se fosse dia, tendo estado submetida aos raios do sol, realizando a fotossíntese, uma de suas funções naturais, ao perceber a chuva, se falasse, agradeceria esta úmida benção da natureza.
Você, que esteve cumprindo uma de suas funções naturais, o sono, alterou-se de seu estado tranquilo para um estado agitado e, principalmente, nem pensou em agradecer a água que flui, mansinha, para abastecer riachos, lavar o ar, molhar as plantas e muito mais, tudo fazendo parte de um notável equilíbrio daquilo que engloba um conjunto de dádivas copiosas: a natureza.
Observe que os contrários chuva & sol, noite & dia, sono & alerta, trabalho e descanso, etc., sempre se complementam harmoniosamente. Às vezes até existem coroações: um arco que se  instala, entremeado aos cinzas celestes, portando cores inconfundíveis, o arco-íris; da noite para o dia, o nascer-do-sol... Do dia para a noite, o por-do-sol... Enfim, cores multicores compondo espetáculos inenarráveis!
A uma noite de sono segue-se um dia de alerta com a diferença de que a transição nem sempre é tranquila: basta acordar com o "pé esquerdo" e as coisas parecerão estar todas fora de lugar !
Para alguém aquele barulho da chuva caindo ao nascer do dia há de significar uma orquestra sinfônica fazendo seu primeiro concerto matutino !
Para outro alguém o mesmo barulho estará dizendo que já é hora de "cair fora" da cama para cumprir as tarefas do dia-a-dia, soando aquele barulho como o intempestivo, mas pontual alerta sonoro de um  clássico despertador, daí, com alguma certeza, aquela primeira irritação do dia.
Operando outras contas num intervalo de vinte e quatro horas, os extremos trabalho & descanso compensam-se num ritmo um por dois: oito horas de trabalho por oito de outras atividades e por outras oito horas de sono. E o que fica ? Uma pessoa que se incomoda com o ruído da chuva...
As plantas, desenvolvendo suas régias funções diuturnas, não resmungam ! Simplesmente entendem a mensagem natural: chuva & sol ou sol & chuva, é assim que brota e cresce a uva!
Este recado cai ou não cai como uma luva ?


Sorocaba, aos quinze dias do mês de janeiro de 2016.
Tito Vernaglia
Enviado por Tito Vernaglia em 15/01/2016
Código do texto: T5512231
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Tito Vernaglia
Sorocaba - São Paulo - Brasil, 70 anos
171 textos (13278 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/08/20 21:55)
Tito Vernaglia