Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LUTA GLORIOSA DE UMA COMUNIDADE

                LUTA GLORIOSA DE UMA COMUNIDADE           200.503

O tempo segue inexoravelmente seu curso e produz ao seu redor notáveis modificações. Todavia, em algumas poucas situações é como se nada houvesse acontecido. Tanto que absolutamente nada mudou no modo "Como vi a última eleição".
Numa disputa onde caiba um só vencedor os demais participantes serão necessariamente perdedores. Afirmativa óbvia, porém de difícil assimilação prática por parte dos vencidos.
Quando se iniciam as batalhas para vencer a guerra, os generais dos quatro cantões em conflito traçam suas estratégias, lançam seus soldados a campo em busca de novos aliados, erguem bandeiras de lutas, cavam trincheiras para não serem colhidos de surpresa, disparam mísseis contra o adversário, os quais, às vezes, ferem de morte os soldados ou até mesmo o general do cantão opositor.
Entretanto, apesar de os quatro generais terem travado combate durante longas semanas, usando as modernas armas da pré-carreata, do telão, do microfone de som estereofônico, de santinho colorido, imprensa impressa e visio-sonora, da pesquisa estatística de opinião pública, etc., a porta da glória estará aberta a apenas um general vitorioso - os outros três poderão cruzá-la na condição de rendidos às evidências numéricas do sufrágio público.
A Justiça terá contado, inapelavelmente, cada um dos papéis que manifestam a vontade secreta de cada soldado, mesmo que vontade nula ou indecisamente branca - não há como contestar esta expressão de vontade inferida por olhos e mãos judiciários!
As campanhas para erguer a tocha da vitória encerraram-se, assim, sob a égide da Espada/Balança da da Justiça, mas, para atingir os cumes da glória, caminhos terão de ser arduamente percorridos e o General-Executivo e os Brigadeiros-Legisladores, de maneira honrada, haverão de cumprir as ordens inequívocas do Marechal-Povo!
Embora este texto pareça estar antecipado em relação à próxima eleição, já são vistos ou ouvidos, ainda que não claramente delineados, os movimentos preparatórios para se chegar à repetição das nuanças tratadas nos comentários anteriores. São, digamos, as reuniões de bastidores das quais despontarão os candidatos a deputados federais e estaduais, senadores e Presidente.
Deste canto, a observação é de ordem bastante singela: as pessoas não-políticas não podem mais continuar em posição neutra e de simples espera, isto é, deixar o relógio rodar para ver, então, o que acontecerá! É comprando-se o bilhete de loteria, antes da data e hora de extração dos prêmios, que se tem a efetiva oportunidade de ser o ganhador. Em caso contrário, sem antecipação de atitudes, mais uma vez o Marechal-Povo ficará vendo o General e os Brigadeiros prosseguirem suas batalhas nada inovadoras e "Tudo continuará como dantes no Quartel D'Abrantes!".

Sorocaba, aos vinte e sete dias de outubro de 2013.
Tito Vernaglia
Enviado por Tito Vernaglia em 27/10/2013
Código do texto: T4544362
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Tito Vernaglia
Sorocaba - São Paulo - Brasil, 70 anos
171 textos (13278 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/08/20 21:43)
Tito Vernaglia