Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TRÊS CAMINHOS

TRÊS CAMINHOS                                                          150.813

A liberdade, a igualdade e a fraternidade são caminhos que conduzem a todas as portas que há no mundo.
O  primeiro caminho - a liberdade - existe quando não se está preso a absolutamente nada e isto não é absolutamente possível, pois sempre há uma ligação entre uma pessoa e uma outra, o chão, uma idéia, o seu comportamento, as suas crenças e assim por diante.
Mesmo uma folha de árvore, solta de seu galho, ainda estará presa ao ar que sustenta, ao vento que a carrega, ao chão que a suporta em seus últimos instantes de existência como folha. Com o pássaro ocorre situação semelhante, sendo suficiente observá-lo para perceber a semelhança.
Com o ser humano, que é, segundo as definições correntes, o único animal racional, isto é, aquele que tem razão e a usa, que raciocina, sente, pensa, fala, lê, escreve, comunica-se por sinais,... , não pode ser diferente. O homem é, ou está, pela própria natureza, preso ao Mundo em que vive. E nesse Mundo não há um homem só. Ao contrário, bilhões de seres humanos habitam o Planeta.
Como uma consequência imediata, deduz-se que a liberdade tem limites, aliás, tudo tem o respectivo limite. A questão é definir estes limites! E para defini-los é suficiente lembrar que a liberdade de um termina na linha exata onde principia a liberdade do outro. Para identificar essa divisa é preciso usar os seis sentidos que cada um de nós possui. E fim!
O segundo caminho - a igualdade - existe, quando não há diferença entre o que está em comparação com algo ou alguém e isto não é absolutamente possível, pois sempre há uma diferença entre uma pessoa e o país, uma filosofia, o comportamento de seu semelhante, as religiões e seguem-se os exemplos cabíveis.
Mesmo os gêmeos univitelinos, que foram gerados de um só óvulo, não são absolutamente iguais. Com dois pássaros ocorre situação similar, basta observá-los para atingir a mesma conclusão.
Com o ser humano, que é um ser racional, segundo os critérios habitualmente aceitos pelas grandes maiorias e também pelas pequenas minorias assim como segundo entendimentos médios, não será diferente.
Cada homem, pela própria natureza, é diferente de seu semelhante. Neste Mundo não reside, evidentemente, apenas um único homem. Muito ao contrário, bilhões de seres humanos povoam a Terra.
Como consequência inevitável, deduz-se que a igualdade tem, mais uma vez e tal e qual a liberdade o tem, limites. Surge a mesma questão anterior, cuja resposta não será em nada diferente daquela já dada.
O terceiro caminho - a fraternidade - existe quando há irmãos e estes não existem somente porque todos os gêmeos tem os respectivos mesmos pais ou porque nem todos os seres humanos nasceram no mesmo país e assim sucessivamente.
Entretanto, todos os seres humanos têm, com exatidão matemática, o mesmo grau de conhecimento nato pra crer em Deus ou não.
Esta crença fundamental, que pode ser conseguida pela utilização dos seis sentidos, ou, então, de apenas alguns deles, não faz haver, em absoluto, nenhuma porta que permaneça fechada, ou aberta, para toda a eternidade.
Portanto, aqui se se tem a porta inicial!
Tito Vernaglia
Enviado por Tito Vernaglia em 15/08/2013
Código do texto: T4435942
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Tito Vernaglia
Sorocaba - São Paulo - Brasil, 70 anos
171 textos (13278 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/08/20 22:08)
Tito Vernaglia