Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um matuto sabedor

Trago comigo minha “sertanicidade” eu afirmo de verdade nessa vã filologia
Que o que se aprende não se esquece na estrada onde o tudo é quase nada, como aprendi um dia.

Se ser matuto é falar um tanto errado sem ter verso delicado por não ter boa escola

Eu lhe agaranto sem ter mediocridade o que me sobra de verdade é muita rima na cachola

Sou benzedor cantor e sou repentista tenho alma de artista que papai do céu me deu

Me fiz sabido através da criação foi nas estradas do sertão que mamãe me concebeu

Eu fui parido num dia de sexta feira aparado por parteira Zeferina conceição,

cortou umbigo enterrou na mata escura nasceu um pé de cultura em forma de um violão.

Eu falo oxente arrumbora e ternantonte, o sertão é a minha fonte de um rico aprendizado

Voce esnoba fala bem o português quer me humilhar falando inglês todo americanizado

Escute moço estude a vida primeiro para ser bom brasileiro e amar o seu país,

pois nessa terra tem um povo de labuta de fé de boa conduta que quer ter paz e ser feliz.

Carlos Silva
CARLOS SILVA POETA CANTADOR
Enviado por CARLOS SILVA POETA CANTADOR em 18/08/2019
Reeditado em 18/08/2019
Código do texto: T6723453
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
CARLOS SILVA POETA CANTADOR
Cipó - Bahia - Brasil, 56 anos
354 textos (15261 leituras)
3 áudios (372 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/10/19 03:42)
CARLOS SILVA POETA CANTADOR