Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DA FORÇA QUE VEM DO ALTO

Quando eu invoco o Espírito
Do Deus das Magnitudes
Vejo brotar as virtudes
Do Supremo mais perito.
Com olhos da mente eu fito
Mundo não conquistado
Todo o mal inquietado
Deporto de minha frente
Num dissipar consequente
O mal se afasta de fato
DA FORÇA QUE VEM DO ALTO
NÃO TEM DEMÔNIO QUE AGUENTE.

A Fé que tenho no Cristo
Jamais será abalada.
No percorrer dessa estrada
Quantas coisas tenho visto!
Vi o Filho de Mefisto
Exorcizar-se calado
Retirar-se envergonhado
Perder a sua patente
Não há demônio valente
Perante o Senhor de fato
DA FORÇA QUE VEM DO ALTO
NÃO TEM DEMÔNIO QUE AGÜENTE.
 
O Inimigo da alma
O rei da Causa Perdida
Tenta destruir a vida
De homens que tem a calma
Trabalha causando trauma
Em tudo que põe a mão
Danifica a plantação
Esse Mito indecente
Agindo Deus toma a frente
O mal recua num salto
DA FORÇA QUE VEM DO ALTO
NÃO TEM DEMÔNIO QUE AGÜENTE.

Num sonho vi A Serpente
Tragar uma vida boa
Um povo a correr a toa
Sem haver herói valente
Um bravo cair de frente
Perdendo a ração da cesta
Correr com medo da Besta
Mas, ser tragado a dente.
Clamei Cristo fortemente
Que chegou conforme o trato
DA FORÇA QUE VEM DO ALTO
NÃO TEM DEMÔNIO QUE AGÜENTE.

Thiago Alves

A Arte de Thiago Alves
Enviado por A Arte de Thiago Alves em 18/04/2019
Reeditado em 18/04/2019
Código do texto: T6626452
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
A Arte de Thiago Alves
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 59 anos
182 textos (13487 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/11/19 17:07)
A Arte de Thiago Alves