Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A RIQUEZA DO CORDEL!

Em sua singularidade o cordel vai deixando marcas.
Marcas no papel e na alma do poeta.
O Cordel vem da literatura popular, transfigurada em papel.
O conhecimento do povo é rico, belo, igual a um troféu.

Ah, cordel tu és engenhoso mergulhas na cultura do povo.
E transferes para o papel tudo de novo.
Porém, com uma delicadeza singela.
Tu nos mostra a beleza e a riqueza na simplicidade cordelista.

Cordel, cordel sempre te encontro em feiras populares.
Pendurados em cordas e em pequenos pedacinhos de papéis.
E ao abrir suas folhinhas me impressiono com a riqueza contida.
Em versos simplistas que me transmitem uma lição de vida.

Cordel! Como és mágico, pois, consegues buscar na alma de cada cidadão.
Que se encontra no sertão ou em algum lugar dessa terra.
Uma alma de poeta que através de versos.
Nos ensinam com simplicidade a como viver a vida.

Ah, cordel foi em suas entrelinhas que percebi.
Não é necessário viver nas academias universitárias.
Para compreender como é a vida.
É preciso conversar com pessoas simples.
Que eles te transmitem tudo que precisas.

Ah, Cordel tu fostes buscar na literatura popular.
Fostes buscar na cultura do dia a dia o bálsamo da vida.
Ah, cordel quantas riquezas apresentas.
E que deves transpor para a vida.

Cordel! Em um simples pedacinho de papel nas feiras da vida.
Muitas vezes com desenhos simplistas tu nos ensinas.
Muito mais que qualquer academia.
Essa é sua riqueza cordel nos preparar para a vida!

Glauciene Carvalho
Enviado por Glauciene Carvalho em 25/01/2019
Código do texto: T6558869
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Glauciene Carvalho
João Pessoa - Paraíba - Brasil
401 textos (6614 leituras)
1 e-livros (10 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/19 17:30)
Glauciene Carvalho