Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

215 O dia que me colocaram num camburão

A tecnologia evoluiu, mas as pessoas não. No ano de 1976 a televisão à cores era raridade e funcionava à válvulas que esquentavam, e não havia internet nem vídeos para nos divertir; morava na cidade de Anápolis, não estudava nem trabalhava, fumava como uma chaminé e gostava de ir na zona de baixo meretrício onde o meu pai e o meu tio tinham bares para jogar sinuca (às vezes jogava até o amanhecer) e interagir com as prostitutas, algumas também menores. Quando a viatura da Polícia Militar chegava eu vazava pelo fundo. Certo dia não teve tempo de fugir e os policias me pegaram e me colocaram no camburão de uma viatura Chevrolet Veraneio, e ninguém pode evitar a minha detenção. Depois de andar um pouco, a viatura parou. Abriram a porta do cubículo e disseram: Rapaz, esse local é muito perigoso, não queremos mais te ver por aqui. Vaza!

Goiânia, 30-05-2021
 
Alonso Rodrigues Pimentel
Enviado por Alonso Rodrigues Pimentel em 30/05/2021
Reeditado em 30/05/2021
Código do texto: T7267482
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Alonso Rodrigues Pimentel
Goiânia - Goiás - Brasil, 61 anos
4260 textos (169104 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/09/21 02:28)
Alonso Rodrigues Pimentel