Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUANDO MATEI DEUS: O DIÁRIO DE PACO

 O DIÁRIO DE PACO

"Passei belo abismo do infortúnio sem querer, Ledo engano;
Os anos passaram e vi que ainda me faltava muita experiência;
Aprendizado.  Não sabia da causa e do efeito que afogava-me;
N'água que movia-se em terra em transe, naufraguei. miúça;
E  sob um sol quente, esmiuçando, migalhas de palavras vãs;
Nas quais foram matando-me em Deus, um coro em nós, acabou!
Lectio divino em mim um doxo de canto num recanto mudo, aparente..."

"Ó céus, clamei de dor minhas virtudes sangrentas;
Quando busquei não me senti vivido para convosco;
Centelha calada em silêncio num tempo de morte, renascimento.
Pude matar meu sentimentos em clamor, fim de linha, adeus..."



Sérgio Gaiafi
Enviado por Sérgio Gaiafi em 05/03/2020
Código do texto: T6880970
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Sérgio Gaiafi
Campina Grande - Paraíba - Brasil, 54 anos
1451 textos (10182 leituras)
26 e-livros (371 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/09/20 11:43)
Sérgio Gaiafi