Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A BARATA E A MOSCA



- Que nojo!
Foi o que respondi.Quando engoli a barata viva com uma dose de cachaça.

Não podia desapontar a turma no bar,se não eles ia me crucificar ali mesmo;iam me xingar de frouxo,mole,covarde,fraco e de medroso e de outras coisas.

Depois de algum tempo,senti uma estranha pontada na boca do estômago.Será que é a barata ? Pois comer barata viva é muito nojento.

Não sei,só sei que aguentei firme,não arredei o pé dali,nem corri pro banheiro para regurgitar a iguaria exótica.

Em casa, minha mulher serviu sopa quente,dentro,havia uma mosca se debatendo entre a vida e a morte;pedindo socorro!

Então resolvi falar: "Amor tem uma mosca dentro da minha sopa."Ela sorriu irônica:"Oxe,Pra quem comeu barata isso é café pequeno."

Toma,bem feito.Pra não fazer a desfeita e ser chamado de frouxo,mole,covarde ,fraco e medroso.etc...

 Tomei a sopa quente com a mosca morta dentro sobre o olhar fulminante da dona encrenca que a essa altura queria só um pezinho pra discutir.








do livro de contos
Parindo dores nas terras dos meus amores
Joelson Gomes da Silva
Enviado por Joelson Gomes da Silva em 01/07/2019
Reeditado em 30/11/2019
Código do texto: T6685793
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Joelson Gomes da Silva
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 50 anos
728 textos (16977 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/19 16:21)
Joelson Gomes da Silva