Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
RASO

'Buraco é uma coisa que quanto mais se cava, mais profundo fica'



Me entreguei sem pensar, nada enxergava de errado naquele homem frio e elegante, que numa semana apenas com furor, arrebatou meu corpo, mente e coração. Nem sei se o nome que ele me deu era verdadeiro, sua idade ou o que fazia para viver. Se apossou da minha vida com cega permissão, um furacão de sensações onde perguntas nunca eram respondidas e eu nem ligava. Num domingo à tarde você simplesmente deu adeus, sem beijo, abraço, tampouco um aperto de mão. Surtei, gargalhei de nervosismo, rasguei as roupas do corpo, meu ser profundo ficou infinitamente raso. Eu não sentia vida dentro de mim, era pura superfície, por dentro era um manancial de desilusão. Caminhava sobre as vestes destroçadas úmidas do rio de lágrimas, não conseguia entender, porque mesmo em meio a todo sofrimento, ainda vigio a porta desejando ver você, por pelo menos mais um momento.
Cristina Gaspar
Enviado por Cristina Gaspar em 22/03/2019
Código do texto: T6604596
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cristina Gaspar
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 62 anos
2623 textos (107386 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/19 15:11)
Cristina Gaspar