Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Autores

Sobre a autora
Maria Tereza Bodemer
Rolim de Moura - Rondônia - Brasil, 56 anos
950 textos (20965 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/10/19 03:44)
Maria Tereza Bodemer

Textos do autor
Perfil
 
Sou essa mulher, chamada Maria Tereza Bodemer, muito prazer! E mui grata pela presença! Desejo que goste, e que volte mais vezes!

Posso dizer que sou uma mulher que nasceu na era da hierarquia patriarcal e matriarcal. Os filhos tinham que obedecer aos pais: a educação era severa e controlada com 'mãos de ferro', o que vejo, hoje, o quanto foi importante para nos preservar de coisas 'ruins' existentes neste mundo.... Tinhamos também, que obedecer aos professores, respeitá-los e honrá-los, buscando aprender com louvor, as tarefas ensinadas. E aos Líderes da Igreja, não era diferente; eles mandavam, orientavam e também davam aulas de moral e respeito.. E os sábios (ou mais espertos) obedeciam (mesmo que em silêncio, algumas vezes, se rebelassem, em pequenos erros perdoáveis). Mas vejo também o quanto isso contribuiu para aproveitarmos os 'melhor' da vida, sem perder tempo com 'coisas perecíveis e inúteis'...

Meus conflitos? Tantos, que me refugiei nos livros, na timidez e no complexo de inferioridade. Uma clausura para o auto-conhecimento, autodefesa, autoajuda... rs
Tudo isso já bem resolvido, atualmente. Afinal, não vivi  meus já 56 anos em 'brancas nuvens'. Mas não fiz da minha vida um drama. Talvez um cenário com grandes tramas. Onde sempre fui protagonista de minhas próprias e pessoais escolhas. Logo, dos resultados... Que sempre foram abençoados por Deus!

Minhas vitórias agradeço a Deus e a todas as pessoas que estiveram comigo nesta caminhada, e a mim mesma, por ter confiado que fé e esperança realmente funcionam em uma mente que acredita que oração é para os crentes e para os fortes. Então, apesar de inúmeras quedas, levantei de todas. As feridas foram se curando durante a caminhada. Porque não se pode deixar de viver os dias que nascem durante toda a jornada. É necessário se levantar das quedas, e prosseguir. Afinal, a vida se forma, e se transforma, no trageto rumo a... eternidade da vida...

Sou feliz? Talvez, alguns dias mais, outros menos, mas com certeza, realizada naquilo que já realizei. Para o presente? Esperança e fé, e continuar semeando dentro da honestidade e da bondade. Mesmo que tenha que usar algum disfarce para me esconder de  supostos predadores. Afinal, a vida é um campo de batalha. E alguns usam armas traiçoeiras  que podem realmente nos ferir. Mas nem por isso podemos nos esconder, nos acovardar: ... enfrentar, e vencer, é preciso!

Mas como sempre, estou vivendo e aprendendo. E enquanto houver vida sempre haverá esperança. E como acredito na continuação da vida, após a morte, sei que do lado de lá poderei encontrar muita luz, paz, amor, e amigos. E sei que aqueles que partiram desta vida, que ao menos foram dedicados à família, sei que estão bem, então fico em paz e os deixo seguir sua evolução, sem dramatizar do lado de cá, desnecessariamente... Porque apesar de ligados em mesma energia cósmica, somos independentes, e quando vamos embora deste mundo material, vamos aparentemente sós: os caixões são individuais!

Não sofro pelos que partiram. Sofro pelos que ainda vivem     aqui, mas não acreditam que a vida continua e que o amor é nosso maior trunfo para vencermos as dores dos sofrimentos cotidianos. Mesmo assim, aprendo a cada dia que todos somos capazes de vencer nossas limitações, e aprender a viver e alcançar realizações mais que materiais, ou seja, realizaçaões para viver em harmonia, amor e paz na alma, com alegria no coração.

Posso dizer que como presente dos Céus, recebi os livros, que foram grandes companheiros de jornada, e me abriram diversos, e interessantes mundos, personagens, lugares, por onde eu me deliciava, e viajava nas asas da imaginação. E por graça divina, mesmo morando num lugar remoto, longe dos grandes centros, aconteceu a chegada de uma Universidade  Federal (Unir/RO) em minha cidade, e então eu pude cursar a faculdade de LETRAS. Esse curso superior me abriu muitas portas profissionais, e me preparou para o papel que atualmente estou a exercer: leitora e escritora, aqui nesse espaço de escritores - Recanto das letras. Tenho muito a agradecer! Tenho aprendido muito e conhecido pessoas muito especiais,  escritores muito taletosos.

Hoje vejo que nasci com uma sensibilidade bastante aguçada. A ponto de enxergar os defeitos humanos, mesmo muito pequena: principalmente os meus! Então tive a grata graça de conhecer um grande Mestre. E esse me elegeu como sua discípula... E temos caminhado juntos, sempre eu buscando aprender e apreender seu sábios ensinamentos: - Jesus Cristo! Meu Pastor, que sempre foi meu  grande e maior exemplo, de fé, coragem, luta, bondade, amor e SUPERAÇÃO!  NELE firmo minhas certezas! A ELE apresento as minha dúvidas, dores e medos! E ELE nunca me decepcionou! Jesus Cristo, meu Pastor Divino, meu Mestre e Salvador! Meu Refúgio e meu Defensor! ELE venceu! Nós podemos vencer, também! EU TENHO FÉ! DEUS É POR NÓS! AMÉM!!!

Eis um pouquinho de mim! Para quem vier ler meu perfil, e meus escritos, agradeço pela presença nesse meu espaço RL, sua presença é muito importante para mim! Mui grata! E que as benções de Deus estejam plenas em nossas vidas!Amém!!!



 


Última atualização em 14/10/19 03:44