Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Áudio
ORAÇÃO DE UMA PESSOA SEM RELIGIÃO CHICOCRATO LÉO
Publicado por: Léo Bargom
Data: 16/05/2020
Classificação de conteúdo: seguro
Créditos:
LÉO BARGOM E CHICODOCRATO

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Texto

ChicoDoCrato-LéoBargom-OraçãoDeUmaPessoaSemReligião

ChicoDoCrato-LéoBargom-OraçãoDeUmaPessoaSemReligião
https://www.recantodasletras.com.br/audios/cancoes/87954
Poema  de Léo  Bargom, adaptado por  ChicoDoCrato- Música, Voz, Violão e sintetizador, Arranjo, Mixagem,
AosMeusfilhos, Manuel(Oceânografo), Rodrigo(Logística)minhanetinhaValentina, Rafael(Agrônomo)MinhaNetinhaMariaIsadora.
Audacity 000 Ritmo 000+20 em  Mí-  Gravação vídeo Caseira-Gravar em estúdio.
Copyright: proibir a cópia, reprodução, distribuição, exibição, criação de obras derivadas e uso comercial sem a sua prévia permissão. A proteção anticópia é ativada.

Deus, venho a ti,
Nesta hora de aflição do mundo em si,
Não sou uma pessoa que a sociedade deseja,
Mas tenho fé, esta crença a voz enseja.

Deus, a humanidade ganhou outro rumo,
Dizem que podes não ouvir, me recusar,
Pois não tenho religião, isso eu assumo,
Mas não desisto, não vou negar.

Os religiosos estão se matando em teu nome,
Cada um com sua crença, seu templo, seu apogeu.
Talvez não tenha entendido o codinome,
Mas não será esta razão que me julgam ateu.

Sei que voltarás, mas não saberemos ao certo,
Se para consertar esse mundo inútil,
Ou para deixar apenas pegadas no deserto,
Como mensagens, um perdão fútil.

Deus o livre arbítrio ganhou forms,
Cada um segue o que quer,
Cada um produz sua arma,
A humanidade segue um rumo qualquer.

Filho mata pai, irmão mata irmão,
Há pessoas nas ruas jogadas ao léu,
Cada um vive como um pobre cão,
Sem uivos noturnos ao céu.

Bis
Deus, não sei o que fazer nessa hora de aflição
Pedir aos religiosos que se voltem ao infinito,
Implorar ao povo que escute a oração,
Ou contemple o último olhar desse mundo bonito.

Texto de ChicoDoCrato (narrado):
Sou ChicoDoCrato, Poema de Léo Bargom.
Oração de uma pessoa sem religião.

Hoje com a PANDEMIA do CoronaVírus,
É importante que cada um REFLITA:
Que não PRECISA ir a TEMPLOS,
Para falar com DEUS!

Não precisa ter RELIGIÃO!
Não precisa pagar DÍZIMOS!
Não precisa alimentar CHARLATÃO!
Não precisa alimentar esta MALDIÇÃO!

DEUS existe para todos nos!
Não precisa de RELIGIÃO!


ChicoDoCrato e Léo Bargom
Enviado por ChicoDoCrato em 16/05/2020
Reeditado em 16/05/2020
Código do texto: T6948899
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Léo Bargom
Brazlândia - Distrito Federal - Brasil, 59 anos
1043 textos (124173 leituras)
12 áudios (480 audições)
1 e-livros (346 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/09/20 16:03)
Léo Bargom

Site do Escritor
Rádio Poética