Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TROVAS DE A a Z EM TAUTOGRAMA

A

Adolfo amando Anabela
Aninha ama Altino amorfo,
Altino amando Aristela
Aristela amando Adolfo.

B

Beije boca Bizantina
Bata boca barafunda,
Beije bocarra bambina
Bebendo beijaste bunda

C

Corpos cálidos colados
Cobram carícia carente,
Cada cantinho chupado
Cobra chucalho cadente.

D

Dedico deusa dengosa
Deste doido depravado,
Dando dica desejosa
Donde durmo desprezado.

E

Enviarei este endereço
Espero compreender,
Estremecer entristeço
Esperando ela escrever.

F

Fulana fincou figueira
Ficou figueira fincada,
Figueira ficou fagueira
Flhotando figueirada.
G

Gata gatuno guardou
Guardada gelando gata
Guarda gatuno grudou
Gata gratifica. Grata .


H

Humildade honestamente
Heroína humanizada,
Honrando hilariamente
Habitar hoje Humilhada.

I

Infinitando irmandade
Irmão irmã iluminados.
Impoluta identidade
Imponentes irmanados.

J

Janaina jamais jurei
Jura joana jeitosa.
Júlia já justifiquei
Já jurei jurema Josa,
L

Lamurias levantei,
Lolita largou ladrar.
Logo ligado lembrei,
Lolita louva luar.

M

Mãe Maca mixando mica
Mascatea mica Maca,
Mamãe Maca multiplica
Mascate mata mãe Maca.

N

Numa noite natalina
Namorando nina nino
Nu, nino nina na nina,
Nus, nina nina no nino.

O

Ordenado, otimizei,
Organizadas orgias,
Ofegante orquestrarei
Ordenadora ousadia.

P

Parado pintando pote
Pintando para poder,
Poder para ter picote
Pintando pinta prazer

Q

Querendo queijo quitar
Quase quebro queijaria,
Quati querendo qualhar
Quebrou quatro qualharia.

R

Respirando resignado
Recatada rebeldia,
Recuso riso roubado
Resoluto resistia

S

Sábado só solidão
Só silêncio sufocante,
Segunda só sensação
Só sonho sintetizante.

T

Topei tatu transviado
Tive tremendo terror,
Tinha tatu torturado
Temendo tatu traidor.


U

Uzurada urna ultrajada
Única ulceleração...
Utilizadora ursada
Usurpará uma unção..

V

Vinte vacas virulentas
Vinte vacas viajando
Vinte visitas videntas
Vinte vidas volteando.

X

Xogun xarope xonado
Xapando xana xiquinha
Xiquinha xi xavascado
Xogun xavecou xaninha.


Z

Zeca, Zildete zoando
Zildete zoando Zeca,
Zeca zumbe zoneando
Zildete zanga Zetética.



Obrigado mestre Jacó valeu, aí eu choro.

29785-mini.jpg?v=1389972439

30/09/2019 15:23 - 
Jacó Filho

A arte não te supera,
Porque ambos são um só.
Quando menos se espera,
A gente te ver maior...

 Parabéns! E que Deus nos abençoe e nos ilumine... Sempre...
Para o texto: 
TAUTOTROVAS A /Z (T6757055)




Obrigado mestre valeu bom final de semana.

155236-mini.jpg?v=1545599212

05/10/2019 07:54 - 
Alberto Valença Lima

Miro, grande trovador
não tem quem supere não;
é um grande professor
da trova, é nosso irmão.

Deixo esta humilde interação para seu brilhante projeto que pouquíssimos são capazes de fazer. Trovas de A a Z não é pra todo mundo não. Parabéns. Deixo meus abraços poéticos e votos de um bom fim de semana.
Para o texto: 
TAUTOTROVAS A /Z (T6757055)

 
Trovador das Alterosas
Enviado por Trovador das Alterosas em 29/09/2019
Reeditado em 05/10/2019
Código do texto: T6757055
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Trovador das Alterosas
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
2547 textos (108537 leituras)
23 áudios (2468 audições)
2 e-livros (541 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/11/19 05:36)
Trovador das Alterosas