Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TROVAS – Diversas – 30.11.2018 (PRL)
 
 
TROVAS – Diversas – 30.11.2018 (PRL)
 
I
 
Tem muito avião caindo
Os motivos ninguém sabe
Os pilotos dirigindo
Porém que culpa lhes cabe?!
 
II
 
Motoristas também falham
Até mesmo em lotação
Vez em quando se atrapalham
Está feita a confusão
 
III
 
Mas também vemos ciclista
Direto na contramão
Pensam que são os artistas
E das estradas patrão
 
IV
 
Sem contar com as mulheres
Que mudam de opinião
Ficam trocando talheres
Para ter mais emoção
 
V
 
Os cantores lá de brega
Estão sendo dizimados
Pois é dura essa refrega
Aos poucos foram queimados
 
VI
 
Empinei um papagaio
Há tempos que não fazia
Fui à feira de mangaio
Aonde fiz freguesia
 
VII
 
Comprei tudo que queria
Até mesmo carne fresca
Sem contar a fantasia
De minha carnavalesca
 
VIII
 
Trouxe fogos de artifício
Pra queimar neste Natal
Só eu sei do sacrifício
Pra chegar ao carnaval
 
IX
 
Comprei jaca e manga doce
Duas frutas de primeira
Variedade precoce
Cuja safra passageira
 
X
 
Só não pude então comprar
O amor daquela morena
Que pra mim nem quis olhar
Então foi o fim da cena.
 
XI
 
O Supremo Tribunal
Parece até brincadeira
Está soltando animal
Pra fora da ratoeira

 
 
 
Silva Gusmão

Foto: INTERNET/GOOGLE

Interações:

01/12/2018 14:53 - SanCardoso fez bela interação,muito grato:

Já não tenho opção
Rimar se faz verso
É tanto de opinião
Com poeta converso

beijos ternos

02/12/2018 15:33 - Rosilda pinheiro também interagiu, grato:

O amor daquela morena
Não faz Rina com teu desejo
Ela se chama Catarina
Lésbica e não quer beijo

02/12/2018 23:06 - Aparecida Ramos(Ísis Dumont) compareceu assim:

Sem contar com gente "grossa"
Dessas sem educação...
Abrem a mala e soltam o som
Dispostas para confusão!

Hoje, começou bem cedo
Um barulho infernal
Liguei para a Viatura
Que pôs um ponto final.

Nuito grato, amiga.

TROVA: dilsonpoeta também interagiu:

Isso é o que mais me medra 
Homem com maiúsculo "H" 
Em toda a selva de pedra, 
É mui difícil de achar.

dilsonpoeta
Grato poeta Dilson.
ansilgus
Enviado por ansilgus em 30/11/2018
Reeditado em 03/12/2018
Código do texto: T6515939
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ansilgus
Recife - Pernambuco - Brasil
1655 textos (334037 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/19 15:38)
ansilgus