Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

COMBUSTÍVEIS, AUMENTO DE IMPOSTO POR CANETADA, PODE ISSO?

O conhecido jargão "pode isso Arnaldo?", criado e popularizado na voz de Galvão Bueno, serviria bem de acautelamento ao senhor presidente da república ao assinar o Decreto 9.101/2017 que, indigitadamente, majorou impostos (Pis/Cofins) cobrados sobre a importação e comercialização de combustíveis.
Chega a ser constrangedor ao senhor presidente, pois este é jurista conhecido no Brasil, inclusive autor de obras e manual de direito constitucional, exatamente a área  mais ferida com essa majoração indevida e que atinge princípios constitucionais relevantes.
O primeiro princípio agredido pelo decreto é o da legalidade tributária (art. 150, I, CFB); somente por lei pode-se exigir ou aumentar tributos.
Outro princípio hostilizado é o da anterioridade tributária (art. 150, III, b, CFB), o qual existe para evitar justamente o "aumento surpresa", prelecionando que um tributo não pode ser cobrado no mesmo exercício financeiro em que foi criado ou majorado.
O imbróglio criado pelo chefe do poder executivo nos faz lembrar de outro aviso sonoro representado por "dois silvos breves", utilizados pelos policiais do trânsito, mas cujo assopro todos nós brasileiros gostaríamos de dar...
Pare! Isso não pode Senhor Presidente, a regra é clara!
Kleber Souza
Enviado por Kleber Souza em 09/08/2017
Código do texto: T6078777
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Kleber Souza
Cascavel - Paraná - Brasil
149 textos (4231 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 08:05)
Kleber Souza