Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
MITO CAMONIANO - PARTE II



3-CAMÕES - EPOPEIA


Longo poema de estrutura fixa.

"Os Lusiadas" - a tipologia do discurso: a-discurso pessoal (do poeta) em 5 partes- proposição ou exórdio (apresentação do herói e do tema), invocação (pedido de auxílio e inspiração às divindades), dedicatória (poema sempre dedicado a alguém), narração (feitos da obera) e epílogo (encerramento) -- até ao décimo canto, entusiasmo ascendente: V-VI-VII-X --- b-discurso mítico --- c-discurso histórico - história de Portugal contada por Vasco da Gama --- d-discurso real - da viagem.

GREIMAS - "Narrativa é composta por uma efabulação (ação) + 'radotage' (informação que confere verossimilhança e coerência à efabulação". Redotage = discurso pessoal, efabulação; efabulação noológica (mundo interior), cosmológica (projeta-se no mundo exterior).

TEMPO e DISCURSO - A obra narrativa apresenta as seguintes categorias de tempo: 1-tempo da escrita --- 2-tempo do contado --- 3-tempo da leitura / uma obra não apresenta necessariamente as três categorias:

1-prólogo-invocação-dedicatória - 2-viagem /história de Portugal/ viagem /profecia/ viagem - 1-remate

1-tempo presente da escrita - 2-tempo da viagem (tem o presente do contado - passado em relação à escrita) - 3-passado do contado (mais que passado em relação à escrita) - 4-futuro do presente em relação ao contado e futuro do pretérito em relação à escrita - no remate, autor dirge-se a Dom Sebastião, usando o tempo da leitura

ESPAÇO e SUA SIGNIFICAÇÃO DO DISCURSO - "Os Lusíadas" são um poema de valorização do homem pela conquista do espaço (o mais importante no trabalho literário). Existem duas categorias de espaço: 1-concreto (histórico - história de Portugal, real - viagem); 2-abstrato (místico - Olimpo, alegórico - Adamastor e Ilha dos Amores). Alegórico - mítico que desce ao nível do concreto; abstrato + concreto.

TERRA MAR OLIMPO
PORTUGAL ILHA CÉU

Terra - simboliza limite da condição humana. --- Mar - espaço ilimitado ao nível do real que o homem conquista. --- Ilha - simboliza a fama que o homem conquistar por quebrar os limites de sua condição. Conquistando a ilha, ele indiretamente conquistou o Olimpo (céu).

PERSONAGEM e IDEOLOGIA NO DISCURSO - Poema de cunho essencialmente ideológico, de vez que os seus personagens estão moldados pelas postulações ideológicas do homem do RENASCIMNTO. Para comprovar isto, apliquemos a "teoria das relações actanciais" proposta por GREIMAS:

CONQUISTA DOS MARES - progresso - destinador - adjuvante - necessidade e o desejo de superar a condição humana: rei de Melinde, os navegantes, Vasco da Gama.

DESCOBERTA DO CAMINHO DAS ÍNDIAS - superação da condição humana - objeto de valor - sujeito-herói - homem: Vasco da Gama.

REI DE PORTUGAL E CRISTANDADE - humanidade - destinatário - oponente - o ilimtado, o desconhecido: os mouros infiéis, o rei de Monbasa, falso piloto, mar desconhecido.

F I M
Rubemar Alves
Enviado por Rubemar Alves em 06/10/2018
Código do texto: T6468949
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rubemar Alves
Salto - São Paulo - Brasil, 52 anos
878 textos (51010 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/11/19 22:59)
Rubemar Alves