Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

COMO COMPOR UM DUOLÉXIS

COMO COMPOR UM DUOLÉXIS

Duoléxis (do gr. duo = dois, duas + Léxeis = palavras) é um estilo literário criado em 11/04/2014, pelo Poeta Bosco Esmeraldo.
1. Há três tipos de Duoléxis;
    Minimal, de 12 versos em 3 estrofes :
        Rimada[Estrofação]:
        ABBAA[5], CDCDC[5], BA[2]

    Singelo, de 24 versos em 6 estrofes :
        Rimada[Estrofação]:
        ABBAA[5], CDCDC[5], BA[2], DEEDD[5], FGFGF[5], ED[2]
    ou
    Estendido, de 48 versos em 12 estrofes:
        Rimada[Estrofação]:
        ABBAA [5], CDCDC[5], BA[2], DEEDD[5], FGFGF  [5], ED[2
        HIIHH5[5], JKJKJ5[5],  IH[2], LMMLL [5], NONON[5], ML[2].
               
2. Métrica não exigida;
3. Cada verso invariavelmente com apenas duas palavras.
4. Criatividade à vontade!
5. Permitido o uso de artigos, pronomes ou conectivos monossilábicos
    (preposição, conjunção). Estes não são considerados para o efeito de
    contagem de palavras, se fizerem parte obrigatória da expressão
    ou locução. Não se pode usar mais que dois monossílabos conectivos.
6. Palavras composta, hifenizada, é contada apenas como sendo uma.

Exemplo de Duoléxis:

          NÃO ACEITAMOS RECLAMAÇÃO
          Duoléxis Esmeraldinus Estendido

          Rimada: ABBAA CDCDC BA DEEDD FGFGF ED
                      HIIHH  JKJKJ   IH  LMMLL NONON ML

     Que notificação!
     Informamos,
     Não aceitamos
     Qualquer reclamação!
     Que amolação!

     Se pra menos,
     Declinada.
     De somenos,
     Mal-educada,
     Pelo menos.

     Não aceitamos
     Qualquer reclamação.

     Pra mais,
     Dá vontade,
     Por maldade,
     Ser sagaz,
     Bem pertinaz!

     _ Mas digo,
     _ Troco errado!
     _ Mas amigo,
        (De malgrado)
        Que pírtigo!

     Que sagaz
     Mais pertinaz!

     _ Já informei:
        Não aceitamos!
        Não aceitamos
     Então Protestei,
     Calmo falei:

     _ Troco errado!
     Sem culpa:
     _ Muito obrigado!
     Em desculpa,
     Bom grado...

     Então Protestei,
     Afobado fiquei.

     _ Fosse certamente
       Assim, favorável
       A mim, deplorável!
       És inconsequente,
       Ages impunemente.

     _ Fica a lição:
       Sejamos cordatos,
       Equânime ação,
       Jamais incautos!
     Que armação!

     Sejamos louváveis
     Agindo conscientemente.
Alelos Esmeraldinus
Enviado por Alelos Esmeraldinus em 13/04/2014
Reeditado em 29/05/2014
Código do texto: T4766960
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Alelos Esmeraldinus
Gama - Distrito Federal - Brasil, 95 anos
3767 textos (172829 leituras)
206 áudios (13662 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/09/20 13:06)
Alelos Esmeraldinus