Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POR UMA TEORIA EFEMÉRICA DA POÉTICA DA DOR E DO AMOR


Autocrítica: POR UMA TEORIA EFEMÉRICA DA POÉTICA DA DOR E DO AMOR - MOMENTOS POÉTICOS (2006, revistos hermeneuticamente em 19/02/20120, por J B Pereira)

A poética é uma das muitas formas culturais e práticas existenciais de efeito de sentido. Não deve ser subestimado o seu contexto de produção. E o autor-poeta se vê relendo sua obra e ouvindo outros leitores. Nesse sentido, a recepção da obra, depois de 6 anos de lançamento de MOMENTOS POÉTICOS (2006), representa uma mirada de reflexões e partilha aos outros leitores de RECANTO DAS LETRAS como instância virtual cujo leitor se afigura como possibilidades de novos sentidos e críticas a que o poeta-leitor capta fagulhas do poema em sua dispersão e possibilidade de circulação para além das librarias e sua estante pessoal.
E agora o mesmo escritor pode diagnosticar não só seu trabalho de recriação (para rever sua produção) como também levantar a hipótese: será necessário outros contextos para que o poema e obra sejam vistos diferentemente daquele modo de ser visto quando de seu lançamento? Se o leitor virtual se constitui me outra instância de leitura e apropriação de seus poemas em seus contextos outros pode-se esperar que haja novos engajamentos (se houver e de que forma?) pode a poética avançar como espaço de criatividade e denúncia ou apropriação emotivo-instrospectiva de eus interiores a repensar o lírico na socidade da imagem e da mensagem instantânea?
Com essas hipóteses e questões, cada um dos leitores de MOMENTOS POÉTICOS podem ser tornar coautores meus e me mostrar como releitura e reescritura dos poemas vinculados interativamente agora.
A poesia representa um espaço lúdico e denunciativo em meio à cultura. Poesia é cristalizações de emoções recriadas em função de estados do eu lírico que transcende as demandas imediatistas do sujeito empírito e histórico do autor. Portanto, meu primeiro livro Momentos poéticos, cuja biografia está abaixo, não só cumpre o desejo de evidenciar a fé na vida (promessa feita após a cura de meu filho Lucas Trindade, acometido por pneumonia pós-parto) mas também procura organizar a poética em três momentos epistemológicos e existenciais de minhas memórias: a familiar, o soneto clássico (comoniano e shakespeareano) e poesia do cotidiano das coletividades (em que me vi inseridos desde criança até a idade adulta)

OS VERSOS FALAM

Nos versos de arcanos passos,
O poeta finge coisas iniludíveis,
De luz e trevas como compassos
De momentos e atos volúveis...

Se a vida é tão tristonha?...
Invente-a com ousadia!
Se a dor for deveras tamanha?...
Ele a desnuda como alquimia!

Não há nada que o verso
Não queira ludificar, brindar, lidar...
A resposta está no mistério do poema!

Viver a vida ainda “vale a pena”,
A cada pessoa, diz Pessoa a vibrar,
“...Se a alma não é pequena....”


BIBLIOGRAFIA

ANDRADE, Carlos Drummond. Antologia poética. Record, 1999.
BANDEIRA, Manuel. Libertinagem e estrela da manhã. Nova Fronteira, 1995.
BESSA, Pedro Pires, Sebastião Bemfica Miligre, O poeta de Divinópolis. Belo Horizonte: Imprensa Oficial do Estado de Minas Gerais, 2003, 156 p.
ESPÍNDOLA, Húdson. Cicatrizes do cotidiano. Uberaba, Editora Vitória, 1991.
FARIA, Antônio Esteves de. Pequena História de um Grande Amor. Divinópolis: Novo Rumo, 2005. 130 p.
FUNREI, VERTENTES, São João del-Rei: UFSJ, tipografia Assunção, 1989, Série 1., 89 p. (ciclo de Estudos – poema de Modesto de Paiva).
JORNAL AGORA. Ao poeta Sebastião Bemfica. Editorial. 23 de set.2004., p. 02
LELOTTE, F. Convertidos do século XX. Rio de Janeiro, Agir, 1966.
LEMINSKI, Paulo. Distraídos venceremos. Brasiliense, 1995.
LUCAS, Fábio. Poesia e prosa no Brasil. Belo Horizonte, Interlivros, 1976.
MEIRELES, Cecília. Romanceiro da Inconfidência. Nova Fronteira, 1989.
PRADO, Adélia. Poesia reunida. Siciliano. 1991.
PICHIO, Luciana Stegagno. Os melhores poemas de Murilo Mendes. São Paulo: Global, 1997.
RAMOS, João Carlos. Zumbi em 3 tempos.Divinópolis: FACED, 1995. 2. ed. 42. p.
REIS, Mauro N. dos. A corda: poemas. São João del-Rei: Funrei-UFSJ, 1992.
SANTOS, Luciano José dos et al. Colcha de retalhos. Divinópolis: Gráfica Sidil, 2001.
SOBRINHO, Antônio Gaio. No jardim da ilusão: São João del-Rei. Esdeva Gráfica de Juiz de Fora, 1994.
VIEGAS, Celina Amélia de Rezende. Poemas. Zás Gráfica de Juiz de Fora. 1989.
J B Pereira e Veja biografia acima de Momentos Poéticos (2006)
Enviado por J B Pereira em 19/02/2012
Código do texto: T3508799
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Para fins educativos e estudos de arquivos e memória coletiva. crédito para joseboscolpp@bol.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
J B Pereira
Piracicaba - São Paulo - Brasil
2266 textos (1182529 leituras)
14 e-livros (84 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/09/19 19:49)
J B Pereira