Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Análise do haicai “meio alheio”, de s b souza

“meio alheio

Em absoluto
nem o que escrevo leio
o que falo escuto.”

O autor do poema “meio alheio” é s b souza e o poema foi publicado no Recanto das Letras em 10.10.10.

O significado da palavra “absoluto” é nada; nada que ele escreve ele lê e nada que ele fala ele escuta e isso contradiz a palavra “meio” do título. Esse autor usa as letras “e”, “o” e “u” para deixar o texto mais deprimente e, por isso, existe sonoridade no texto.

Ao ler o título, percebe-se que ele é meio distraído, mas, quando lemos o texto, percebemos que ele é totalmente distraído. É um exagero dizer que não lê o que escreve e não escuta o que fala, pois quando nós estamos escrevendo, temos que estar lendo para poder entender, para não escrever coisas sem sentido. E, quando falamos, somos obrigados a escutar a nossa voz e aí sabemos o que estamos falando.

Esse poema nos passa um sentimento de tristeza, porque o que ele escreve, ele não lê, e o que ele fala, ele não ouve.

Tainara G., Maria R. e Fernanda S.
Fetos Inimagináveis
Enviado por Fetos Inimagináveis em 14/11/2010
Código do texto: T2615359

Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Fetos Inimagináveis
Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul - Brasil
20 textos (3035 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/09/20 01:07)
Fetos Inimagináveis