Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cinzas

Chegou ao fim esse prazer fugaz
E paira atordoado o pensamento,
Há um resquício de arrependimento
Que à luz da razão a consciência traz.

Em todo o ser resplandece um lamento...
Marcas eternas de um amor falaz...
O tempo nunca volta... Ah! Se atrás
Se pudesse voltar por um momento...

E tudo já não é mais fantasia,
A realidade agora contagia
O rosto belo com feições ranzinzas...

Cessou a marcha. Em vão soluça o peito,
O fogo fátuo consumiu o leito...
Ontem carne, hoje pó, agora cinzas.
Rogério Freitas
Enviado por Rogério Freitas em 04/05/2021
Código do texto: T7247786
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Rogério Freitas
Oeiras - Piauí - Brasil, 38 anos
79 textos (404 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/05/21 00:23)
Rogério Freitas