Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto do abandono


Era o vento que varria a rua
Levando tudo aquilo que podia
Bagunçando a minha história e minha vida
Só me deixou saudade sua.

Aquilo que sobrou ficaram retorcidos
A poeira cobria o meu semblante
Sabendo que a vida passa num instante
E o que vivemos não serás esquecido

A desilusão é forte companheira
O que me resta é relembrar sua imagem
Que ficou embassada comberta de poeira

Meu coração está batendo enfraquecido
A suspirar vou vivendo a minha sorte
E padecendo com a dor o meu martírio.
Luis silva
Enviado por Luis silva em 16/08/2020
Código do texto: T7037050
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Luis silva
Eldorado dos Carajás - Pará - Brasil, 47 anos
168 textos (4369 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/11/20 05:02)
Luis silva